eiro o POVO

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

POPULAÇÃO DA COHAB CLAMA POR ILUMINAÇÃO E SEGURANÇA PÚBLICA NO “CALÇADÃO” EM MARTINÓPOLE

Calçadão - Avenida Castelo Branco - Martinópole (Imagem: internauta / WhatsApp) 
O Blog Acontece recebeu nesta terça-feira 23, denuncia de moradores da Av. Castelo Branco em Martinópole, os mesmos denunciam o estado de abandono por parte do poder público municipal. A ausência de iluminação pública no entorno do calçadão deixa os moradores mais vulneráveis à criminalidade.

Em dois trechos escuros, os moradores não escondem o receio. “Quando dar sete horas da noite fecho logo as portas, pois não tem condições de ficar tranquilo nesta escuridão", disse um morador.
Calçadão - Avenida Castelo Branco - Martinópole (Imagem: internauta / WhatsApp) 
Ele disse saber que existe um projeto de melhoria da avenida e que foi promessa dos políticos da cidade em época de eleição, mas até hoje não se tem uma satisfação por parte destes mesmos políticos que ai estão no poder. “Já que a reforma não veio, agente pede a prefeitura que pelo menos coloque iluminação nos trechos que estão totalmente escuros, pois a falta de iluminação favorece o desenvolvimento do crime. É do conhecimento de todos que nesta avenida houve assaltos e atualmente presenciei uso de drogas e prostituição,” relatou o morador.
Calçadão - Avenida Castelo Branco - Martinópole (Imagem: internauta / WhatsApp) 
Ainda conforme denuncia feita através do Blog, no quadro “O Povo Fala!”, um dos moradores diz que raramente a Polícia passa no local e quando passa não aborda os suspeitos de estarem cometendo algo ilícito. “As vezes vejo a polícia abordar menores pilotando moto, trabalhador que durante o dia vai com um facão a caminho do roçado, mas não aborda esses caras que ficam no calçadão em atitudes suspeitas, acredito porque se escondem em meio a escuridão. Agente fica preocupado, nas famílias vizinhas também a filhas moças que chegam a noite", declara um dos moradores da Avenida Castelo Branco.

Fique sabendo

A iluminação pública é um direito dos moradores e, pela Constituição Federal, cabe às prefeituras organizar e prestar esse serviço. Cada município recolhe de acordo com a legislação local, o valor da CIP, Contribuição de Iluminação Pública, cobrada dos moradores nas faturas de energia elétrica. O dinheiro vai para a manutenção, reparos e melhorias no sistema de iluminação das vias públicas. O problema é que muita gente paga, mas não tem esse benefício.

Com a palavra a Administração púbica de Martinópole.



Postar um comentário