eiro o POVO

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

SOBRAL: MOTOCICLETAS APREENDIDAS TÊM PEÇAS FURTADAS NO DETRAN

 ( Foto: Marcelino Júnior )
Foi com surpresa que o comerciante Aldemir Reis reagiu ao encontrar sua motocicleta, ano 2015, depenada, no pátio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) deste Município do Norte do Estado. O veículo havia sido apreendido em agosto do ano passado, numa blitz na cidade, e rebocado ao pátio. Após pagar as taxas exigidas e os débitos relativos ao licenciamento atrasado, o condutor buscou reaver seu bem, há poucos dias do fim de dezembro, quando constatou que a motocicleta estava sem os pneus, o motor e faltando outras peças. Sem saber o que fazer, o comerciante buscou orientação junto ao órgão, mas não obteve resposta que justificasse a situação.

"Me disseram que também estavam surpresos com o furto, mas que eu aguardasse até o início da segunda quinzena de janeiro, para ver como eles irão resolver essa questão. Por enquanto, não deverei ser cobrado por nenhuma outra taxa", afirma o comerciante.

Desmonte

Outra pessoa que se sentiu lesada, ao se deparar com sua motocicleta parcialmente destruída, foi a dona de casa Juliana Matias da Rocha, quanto também foi resgatar seu bem no Detran. A jovem teve o veículo apreendido no dia 25 de novembro do ano passado, por conduzi-lo com o licenciamento em atraso. Pela infração, Juliana pagou cerca de R$ 2 mil para a liberação da documentação atualizada, além de R$ 354, pelo tempo que o veículo esteve apreendido. A diária gira em torno de R$ 12.

No fim de dezembro, a dona de casa foi resgatar sua motocicleta, quando recebeu a notícia do desmonte de um funcionário do Detran. "Levaram os pneus, e muitas outras peças. Da minha moto, só restou mesmo o tanque e o quadro. Eu chorei muito por causa do investimento que fiz para liberar meu veículo", lamenta a dona de casa.

Ressarcimento

Assim como o comerciante Aldemir Reis, Juliana Matias foi orientada a só buscar o Detran em busca de orientação na segunda quinzena deste mês de janeiro. À jovem, não foi permitido registrar com fotos o estado em que ficou a motocicleta. "Me informaram que o diretor regional do Detran está de férias e somente ele pode resolver essa questão. Pelo menos, não terei que pagar mais pela estada do veículo no pátio. Isso é o de menos. Eu quero mesmo a motocicleta que deu entrada aqui, era o único meio de transporte para mim e meus filhos. Já contratei um advogado, que me orientou a buscar meus direitos, pois quero meu transporte de volta", reclama.

Localizada em terreno de oito hectares, no Bairro Cidade José Euclides, a sede da Regional do Detran, onde também foram instaladas a área de exame de prática de direção e a Escola de Educação para o Trânsito, teve investimento total foi de R$ 4 milhões, mas não possui área coberta para abrigar os veículos apreendidos. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, que atende 26 municípios da região Norte. "Em relação aos furtos de peças ou acessórios de veículos apreendidos que estão na sede regional do Detran de Sobral, informamos que todas as medidas para reforçar a segurança no depósito foram tomadas, e os suspeitos já foram detidos e devidamente identificados pela Polícia. A Superintendência do órgão, já abriu processo administrativo para apurar as responsabilidades sobre o caso", afirma a nota.

Sobre o desmanche dos veículos que estão sob a responsabilidade do Detran, a assessoria informa que "os proprietários de veículos que comprovadamente foram danificados durante o período em que estiveram sob a custódia do órgão deverão protocolar um pedido administrativo, junto ao Detran de Sobral, descrevendo o caso, acrescentando todas as evidências de apoio, bem como documentos do veículo e do condutor, para solicitarem o ressarcimento", orienta.

DN/Regional



Postar um comentário