<>

eiro o POVO

sábado, 17 de novembro de 2018

Falta menos de um mês para o Sobral canta a Esperança

A Fazenda da Esperança São Bento, comunidade terapêutica que trabalha na recuperação de dependentes químicos, intensifica cada vez mais os preparativos para o evento Sobral canta a Esperança, que terá como grande atração o Pe Reginaldo Manzotti. A pouco menos de um mês para a festa, que acontecerá no dia 14 de dezembro, no Parque de Exposições de Sobral, a equipe de organização lança novidades e se empenha na venda de produtos e ingressos que dão acesso ao evento.

Uma das novidades é a realização de um bazar durante o evento, em parceria com a Cáritas, entidade que trabalha na defesa dos direitos humanos. Estarão à venda durante todo o evento roupas vindas da Alemanha com preços bastante acessíveis. Outra novidade para o público é o espaço Esquina da Esperança, onde serão vendidos artigos produzidos pelos acolhidos da Fazenda da Esperança em Sobral, como os artesanatos da Marcenaria e Escola São José e os pães da Padaria Sabores da Esperança. As agendas 2019 também estarão à venda. A Loja Esquina da Esperança funciona na Rua Coronel Mont’Alverne, nº 271, Centro (esquina com a Corpvs Segurança).

No Parque de Exposições será montada toda uma estrutura de palco, backstage, arquibancadas, estandes, praça de alimentação, estacionamento, espaços como o Oasis da Esperança, com atendimento a confissões e aconselhamento, entre outros. Cerca de 20 equipes de serviço com centenas de voluntários engajados estão trabalhando para fazer do Parque de Exposições de Sobral a Arena da Esperança. Os voluntários receberam mais orientações sobre o serviço em uma reunião realizada na manhã desta quinta-feira (15), na Igreja da Sé.


A Fazenda da Esperança São Bento comemora 10 anos de atuação na cidade de Sobral e região Norte do Estado do Ceará, e agora lança, por meio do evento Sobral Canta a Esperança, uma campanha para construção de uma unidade feminina na Serra da Meruoca, a Fazenda da Esperança Santa Clara. Inicialmente, o projeto prevê a construção de uma casa com capacidade para acolher 20 mulheres e seus filhos.



Postar um comentário