quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Ministro da Saúde diz que 'é melhor perder a vida do que a liberdade'

 

Para Marcelo Queiroga, "não  se pode discriminar as pessoas entre vacinados e não vacinados em impor restrições ".


O ministro da Saúde Marcelo Queiroga revelou nesta terça-feira, 07, que o governo federal vai exigir uma quarentena de cinco dias para viajantes que tomaram a vacina.

 

Segundo o ministro, a medida seria para contrapor a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em relação a exigência do passaporte da vacina.

 

Para Marcelo Queiroga, "não  se pode discriminar as pessoas entre vacinados e não vacinados em impor restrições ".

 

Durante a entrevista o ministro repetiu a frase do presidente da República Jair Bolsonaro: " Às vezes é melhor perder a vida do que perder a liberdade ".

 

" O que estamos fazendo tem dado certo porque nós respeitamos as liberdades individuais e o povo brasileiro tem procurado as políticas públicas, livremente", disse Queiroga.



Nenhum comentário: