Ceará Acontece

segunda-feira, 15 de agosto de 2022

Edézio Sitonio une principais lideranças de Coreaú em seu grupo politico

 


O Prefeito de Coreaú, Edézio Sitonio, tem sido um politico agregador, conseguindo fortalecer a cada dia seu grupo com novas adesões trazendo lideranças das mais diversas vertentes.

 

Em pouco mais de um ano e meio de mandato, Edézio trouxe para seu grupo diversas lideranças que foram adversários seus no pleito que se passou.

 

A mais recente adesão, que gerou grande repercussão na cidade, foi a vinda do ex-prefeito, Carlos Ronner, que polarizou a eleição de 2020 com Edézio. Ronner chega ao grupo já com o compromisso de apoiar a reeleição do Deputado Federal, Leônidas Cristino, irmão de Chico Antônio que também já polarizou eleições contra Ronner. Ambos agora seguem sob liderança de Edézio.

(Via Blog do Tidi)

Camilo aparece isolado com 62,4% ao Senado em nova pesquisa

 

Os dados foram coletados entre os dias 8 e 12 de agosto, em 60 municípios cearenses.

O ex-governador Camilo Santana (PT) aparece isolado na pesquisa para o Senado Federal divulgada nesta segunda-feira, 15, pelo Instituto Paraná.

 

Camilo aparece com 62,4%. Kamila Cardoso (União Brasil) 3,1%, Amarílio Macedo (PSDB), 2,2%, Carlos Silva (PSTU) com 0,8% e Paulo Anacé (PSOL) com 0,1%.

 

A pesquisa foi registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número CE-05755/2022.

 

Os dados foram coletados entre os dias 8 e 12 de agosto, em 60 municípios cearenses.

 

Pesquisa: 

Via o Intrigante




Petrobras reduz preço da gasolina em 4,8%

 

(Foto: Agência Petrobras)

Na abertura do mercado, o preço médio da gasolina brasileira estava R$ 0,33 por litro acima da paridade de importação, conceito usado pela Petrobras em sua política de preços para simular quanto custaria trazer o produto importado para o país

 

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (15) corte de 4,8% no preço da gasolina em suas refinarias. É a terceira redução em menos de um mês, acompanhando a queda das cotações internacionais do petróleo.

 

A partir desta terça (16), o produto vai custar, em média, por R$ 3,53 por litro nas refinarias da estatal. A queda é de R$ 0,18 por litro, em relação ao preço médio praticado até esta segunda.

 

Considerando que a gasolina vendida nos postos tem 27% de etanol, a estatal estima um repasse de R$ 0,13 por litro ao preço final do combustível, que já vem em trajetória de queda desde o fim de junho, quando o Congresso aprovou cortes de impostos federais e estaduais.

 

Segundo a Petrobras, a redução é coerente com sua política de preços, “que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

 

Nesta segunda, os preços do petróleo chegaram a cair mais de US$ 5 (R$ 25) por barril, devido a temores de demanda, já que dados econômicos decepcionantes da China renovaram as preocupações com uma recessão global.

 

Na abertura do mercado, o preço médio da gasolina brasileira estava R$ 0,33 por litro acima da paridade de importação, conceito usado pela Petrobras em sua política de preços para simular quanto custaria trazer o produto importado para o país.

 

O recuo do petróleo tem sido usado pela empresa para justificar também dois cortes no preço do diesel em agosto. Esse produto havia sido menos impactado pelos cortes de impostos, pois já tinha alíquotas abaixo do teto estabelecido pelo Congresso na maior parte dos estados.​

 

Segundo dados da Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis), o preço médio do diesel nas refinarias brasileiras abriu o mercado nesta segunda R$ 0,23 por litro acima da paridade de importação.

(NICOLA PAMPLONA – FOLHAPRESS)

Wagner: 40,1%; Roberto: 22,3%; Elmano: 17,7%, diz Paraná Pesquisas

 

Wagner (UB), Roberto (PDT) e Elmano (PT) disputam sucessão de Izolda

O deputado federal Capitão Wagner (União Brasil) lidera a pesquisa de intenção de voto para o Governo do Estado, com 40,1%, seguido do ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), com 22,3%. O deputado estadual Elmano Freitas (PT) aparece com 17,7%.

 

Os índices são do Instituto Paraná Pesquisas, divulgados na manhã desta segunda-feira (15), um dia antes do início da campanha eleitoral. Foram ouvidos 1.540 eleitores, com 16 anos ou mais em 60 municípios entre os dias 08 e 12 de agosto.

 

O candidato Chico Malta (PCB) alcançou 0,5%; Serley Leal (UP) tem 0,3% e Zé Batista (PSTU), 0,1%. O índice dos que não responderam chega a 8,3% e branco/nulo, 10,6%. A margem de erro é de 2,5 pontos percentuais, para mais ou para menos.

 

Os números são da modalidade estimulada, ou seja, quando são apresentadas opções aos entrevistados. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o n.º CE-05755/2022.

 

Espontânea

No formato espontâneo – quando o próprio eleitor cita em quem votaria, seu ajuda de opções -, Wagner alcança 17,4%; Roberto chega a 8,7% e Elmano, 8,2%. Nessa abordagem, 60,5% dos entrevistados não responderam.

sábado, 13 de agosto de 2022

Eleição no Ceará tem recorde de candidatos e gastos

 

A eleição para o governo estadual, Assembleia e Congresso Nacional, no Ceará, tinha 737 candidaturas registradas, até a noite desta sexta-feira, 12. O número é o maior, se comparados a outras eleições.


Cada partido tem direito ao lançamento de 26 candidatos a deputados estaduais e 20 a deputados federais. Para a Assembleia, devem ser gastos cerca de R$ 1.270.000,00. Para a Câmara Federal, o número atinge R$ 3.170.000,00. Entre candidatos ao governo, Senado e Câmara, serão cerca de R$ 2,5 bilhões injetados na economia, com gráfica, audiovisuais e assessorias. Campanha eleitoral gera empregos.

 

Outra novidade na eleição cearense, além do grande número de candidatos, é a grande presença de milionários entrando na política. São dezenas de candidatos com mais de um milhão de reais em patrimônio, com dinheiro em investimentos e conta bancária.

 

Curiosidades marcam os bens dos candidatos. O deputado Audic Mota não tem saldo bancário e alguns “quinhões” no banco. Cerca de R$ 65 mil. Já o deoutado Apóstolo Luiz Henrique tem paixão por carrões. Possui quase um milhão de reais em três carros na sua fortuna de R$ 2,7 milhões em bens. Na contramão das fortunas, há um “coitado”. O deputado Bruno Pedrosa declarou ter R$ 1 (um real) na conta bancária. Nem carro para se deslocar possui.

 

Não é razoável condenar o partido político por ser avalista de todas as candidaturas. O papel do eleitor deve ser o de militante da ética, eleger aos que servem o Brasil.

(Blog do Roberto Moreira)

 

Presidente do BC diz acreditar que cartão de crédito vai acabar em breve

 

Foto: Werther Santana/Estadão

“Em algum momento você vai pegar o seu celular e vai ter um integrador. Ninguém vai ter cinco aplicativos de banco, temos o open finance para isso. O integrador vai montar toda a sua vida financeira virtual e física no mesmo lugar, fazendo Pix no débito e no crédito, com as taxas de cada banco. E outros serviços ligados a isso, com carteiras de dinheiro físico e digital”, projetou, em palestra sobre “A regulamentação das criptomoedas no Brasil e no mundo”, promovida pelo Escritório Figueiredo & Velloso Advogados Associados.

 

Segundo o presidente do BC, algumas instituições financeiras já estão começando a usar o Pix para operações de crédito. Nesse caso, os recursos são sacados da conta corrente no momento autorizado pelo cliente, até mesmo com parcelamento, mas o valor autorizado está ligado ao limite do cartão.

 

Campos Neto voltou a citar a possibilidade de pagamentos digitais offline. “Não entendi ainda por que não fizeram. É como se fosse uma carteira de dinheiro digital dentro do celular, com um pouquinho de dinheiro, porque terá mais risco. Algumas empresas já estão desenhando isso”, comentou.

 

Criptomoedas

 

Campos Neto disse discordar do formato de regulação mais rigoroso do mercado de criptoativos – modelo que vem sendo defendido por outros países. Para ele, a regulamentação de criptomoedas não deve ser feita com “mão pesada” e deve ter a transparência como objetivo e não levar em conta a possibilidade de o produto gerar perdas ao investidor.

 

“Não deveríamos deixar para trás os avanços tecnológicos que veem com esse desenvolvimento. É verdade que houve grande perda de valor em alguns criptoativos. Mas não é verdade que perdas com criptomoedas são maiores que outros ativos de tecnologia”, argumentou no mesmo evento.

 

Para o presidente do BC, o caminho da regulação de criptoativos no Brasil é diferente de outros países e mais ficado na transparência. “O que precisamos fazer é ter certeza que os criptoativos têm transparência na forma como são negociados, criados e transacionados. Esse é o caminho que queremos seguir. Se você vai comprar um criptoativo que é uma mistura de outros dois, o algoritmo precisa ser aberto e o lastro transparente”, completou.

 

Ele admitiu ter preocupação com a concentração de custódia e transacional no mercado de criptoativos. “Hoje temos 80% dos criptoativos custodiados em quatro empresas, em alguns casos com servidores centralizados, sem abertura de estrutura de backup. Isso é sujeito a invasões. E temos uma ou duas plataformas com 20% ou 30% do mercado de transações. Esse é um ponto que o regulador precisa se preocupar, mais do que se as pessoas perderam dinheiro”, avaliou.

 

Bancos não perdem dinheiro com Pix

 

Em outro evento, realizado na quinta, 11, o presidente do BC afirmou que os bancos não perdem dinheiro com o Pix e que o sistema tem vantagens também para eles. A afirmação contraria a opinião do presidente Jair Bolsonaro, que tem afirmado que as instituições financeiras têm aderido a manifestos a favor da democracia porque supostamente perdem dinheiro com o sistema, cuja criação ele atribui ao próprio governo, embora as discussões tenham se iniciado antes de 2019.

 

“Não é verdade que os bancos perdem dinheiro com Pix, a gente deve lançar em algum momento um estudo sobre isso”, disse Campos Neto em painel do Febraban Tech, evento promovido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em São Paulo. Segundo ele, as vantagens estão na abertura de novas contas, e no aumento da realização de transações eletrônicas.

 

“Na nossa visão, nunca é sobre quem tá perdendo e quem tá ganhando, o objetivo é que os bancos sejam um pedaço de uma torta muito maior”, disse Campos Neto. “O objetivo é a bancarização.”

 

O presidente do BC ressaltou ainda que, diante do sucesso do Pix, o futuro real digital não precisará ser destinado apenas a pagamentos instantâneos, utilização para a qual alguns países direcionaram suas moedas digitais oficiais.



 

Prefeito do Crato escolhido coordenador da campanha do PT nas três principais cidades do Cariri

 

Zé Airton fez o anúncio através de suas redes sociais (Foto: reprodução)

O Partido dos Trabalhadores definiu nesta quarta-feira, 10, que o prefeito do Crato, Zé Ailton Brasil (PT) será o coordenador geral de campanha da sigla nas três principais cidades do Cariri, Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha.

 

A confirmação veio logo após uma reunião com ex-governador Camilo Santana (PT), candidato ao Senado e o deputado estadual Elmano Freitas, que vai disputar o Palácio da Abolição pelo PT.

 

Além da coordenação das duas candidaturas, o prefeito vai comandar a campanha do ex-presidente Lula à Presidência da República.

 

Zé Airton fez o anúncio através de suas redes sociais.

 

"Hoje estive com os grandes líderes Camilo Santana, candidato ao Senado, e Elmano, candidato ao governo do Ceará, num encontro do qual saio com a grande e desafiadora missão de coordenar a campanha de Elmano, Camilo e Lula no CraJuBar. Aceitei com a certeza de que irei me  empenhar ao máximo para que essa parcela dos cearenses compreenda a importância da continuidade ao trabalho de Camilo e da recondução de Lula à presidência, além de fortalecermos esse grande time com Elmano no Governo do Ceará", escreveu Zé Airton.

 (O Intrigante)