sexta-feira, 6 de maio de 2022

Participante de “No Limite” mente para adversários, cria um personagem e chama atenção do público

 

Matheus ainda mentiu sobre estar desempregado (Foto: reprodução Twitter)

A nova temporada de “No Limite” estreou nessa terça-feira (3) na Globo e um dos participantes chamou atenção dos telespectadores por distorcer informações pessoais em seu discurso de apresentação para os demais competidores.

 

“Meu nome é Matheus, mas ninguém me chama de Matheus. Todo mundo me chama de Pires, que é meu sobrenome. Então, se quiserem e puderem me chamar de Pires, seria ótimo“, disse o participante ao se apresentar para os colegas da Tribo Sol.

 

Acontece que, na sequência, foi exibido um depoimento gravado por Matheus Pires exclusivamente para o público. Nesse trecho, ele revela que mentiu sobre como é chamado fora do confinamento, pois sua estratégia no programa é criar um personagem totalmente diferente da pessoa que ele é no dia a dia.


“Ninguém me chama de Pires. Todo mundo me chama de Matheus. O que eu tô fazendo aqui é totalmente montar um personagem, né. Eu não tô sendo eu, o Matheus que é lá fora”, revelou o participante.

 

Ele ainda mentiu sobre estar desempregado. “Sou pedagogo, tô desempregado, tô na labuta aí, em busca de um emprego, quem sabe”, continuou o participante enquanto se apresentava para os parceiros de tribo.

 

De volta ao depoimento gravado para o público, ele explicou que continuará mentindo em busca de benefícios no jogo. “Inclusive, sou um pedagogo, diretor e que acabou de ser promovido, mas o meu discurso pra tribo vai ser Pires desempregado. E o que eu mais puder criar esse personagem para o meu jogo, eu vou fazer. Sem pudor nenhum”, continuou o pedagogo.

 

Em outro momento, enquanto conversava com Andréa Nascimento, sua colega de tribo, Matheus propôs uma união e disse que eles precisavam recrutar mais cinco pessoas, para que eles estivessem em maiora e pudessem sempre eliminar alguém do subgrupo oposto.

 

A gente precisa de sete, tá? Mexe a boca aí, pra fingir que você tá falando alguma coisa. Se a gente tiver 7, depois a gente faz o que a gente quiser. E provavelmente, o primeiro vai ser o Clécio. Ele é muito conservador, e na convivência aqui no acampamento. E enfim… Depois tem uma fusão e uma coisa assim, ele se junta com os machos lá. Aqui ele não se cria, porque aqui tá cheio de viado e preta”, disparou ele.

Confira os vídeos:

Mesmo que o público não goste da postura de Matheus, isso não o prejudicará no jogo. Isso porque em “No Limite“, os participantes são eliminados pelos próprios competidores. A tribo que perder a prova da imunidade deve votar entre si, eliminando um companheiro da competição.

 

A temporada desse ano será exibida três vezes na semana. Nas terças e quintas, os episódios contarão com as provas de privilégio e imunidade, assim como a eliminação de um participante em cada episódio. Já no domingo, o programa será apresentado por Ana Clara Lima, que entrevistará os dois eliminados da semana e debatará com eles suas respectivas trajetórias no programa.


Nenhum comentário: