teste

terça-feira, 28 de julho de 2020

Chaval e Barroquinha autorizam a volta do transporte intermunicipal rodoviário


A volta gradual dos transportes nos referidos municípios se dá após quase cinco meses de paralisação em toda a região- Foto: Camocim Online 
As prefeituras de Chaval e Barroquinha autorizaram, mediante adoção de critérios de segurança, o retorno do transporte intermunicipal na categoria "complementar" que inclui topiks, vans e micro-ônibus credenciados na cooperativa Coopitrace. 

Até então apenas os transporte regular de passageiros estava autorizados a entrar nos municípios. A volta gradual dos transportes nos referidos municípios se dá após quase cinco meses de paralisação em toda a região.

Sobral, Granja, Martinópole e demais municípios da região têm previsão de retornar com o transporte intermunicipal no começo de agosto.

Confira algumas normas que constam no decreto expedido pela Prefeitura de Chaval.

A realização do transporte complementar de passageiros dependerá do
atendimento dos incisos I, II e III, do caput do artigo 8º e deverão:
I - Ofertar até dois itinerários pela manhã e até dois itinerários no turno da tarde;
II - Evitar aglomeração nos pontos de embarque, preservar o distanciamento mínimo entre as pessoas e garantir a segurança de passageiros e funcionários, sem prejuízo da observância obrigatória das medidas;

III - 50% de passageiros da capacidade máxima;
IV - Medição da temperatura dos passageiros antes do embarque, sendo proibido a
viagem de quem estiver com temperatura igual ou superior a 37,8º C e
disponibilização álcool 70% aos passageiros e funcionários, preferencialmente em
gel;

V - Uso obrigatório de máscara por todos os passageiros e Funcionários, individuais
ou caseiras, bem como de outros equipamentos de proteção individual que sejam
indispensáveis ao seguro desempenho laboral e o dever de impedir o acesso de
pessoas que não estejam usando máscaras;
VI - Limpeza e desinfecção de cada veículo antes e depois da cada viagem;
VII - Vedado transporte de passageiros em pé;
VIII - Adoção do distanciamento mínimo;
*CPN-Com informações do Blog Chavalzada



Nenhum comentário: