quinta-feira, 5 de maio de 2022

PT recua e decide manter aliança com PDT

 

O partido emitiu uma nota criticando a postura de Ciro e reafirmando aliança da sigla com o PDT para eleições deste ano.

O Partido dos Trabalhadores  se reuniu na tarde desta quarta-feira, 4, depois dos ataques e ameaça de rompimento com a sigla por parte do pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT).

 

O partido emitiu uma nota criticando a postura de Ciro e reafirmando aliança da sigla com o PDT para eleições deste ano.

 

Nota do PT

 

Os ataques de Ciro Gomes ao PT somente se justificam como um ato de total  desespero de um candidato que ver seu projeto pessoal de ser Presidente do Brasil naufragar logo na largada da corrida presidencial de 2022.

 

Inviabilizado no pleito presidencial, amargando uma terceira colocação em todas as sondagens feitas no Ceará, Ciro se volta para as eleições no estado, com seu já conhecido ímpeto autoritário, buscando impor uma candidatura ao governo do estado à sua imagem e semelhança.

 

Aos que ousam questionar ou se insurgir à sua imposição direciona ataques e agressões de toda ordem.

 

São ataques levianos e oportunistas. Levianos por assacar insinuações descabidas; oportunista por tentar apresentar vários PTs para ao final desviar-se de enfrentar o posicionamento do ex-governador Camilo Santana que assim como o PT, defende desde sempre a manutenção da aliança que atualmente governa o Ceará, com uma candidatura de consenso capaz de unificar todas as forças políticas e partidos que apoiam o projeto em curso no nosso estado.

 

Uma candidatura de consenso, diante da responsabilidade que temos de dar continuidade ao bem-sucedido Governo de Camilo e Izolda, não pode resultar da imposição de quem quer que seja, muito menos estar a serviço de ambições pessoais.

 

Estas pretensões autoritárias desagregam e sabotam os esforços de unidade, qualificando como “conchavo e negociata” o que não for da sua vontade.

 

Nas palavras de Camilo Santana “não existe aliança nem projeto de um partido só.”

 

Esse projeto, continua Camilo, “tem o PT, o PP, o MDB, o PSB, o PSD, o PCdoB, o PV, dentre outros.

 

As agressões de Ciro demonstram ainda a sua absoluta falta de maturidade e de responsabilidade além de sua alienação no processo de construção de uma candidatura de consenso, capaz de agregar o conjunto das forças políticas que compõem a base do governo Camilo/Izolda, que possa ter a aceitação do povo cearense e a capacidade de assegurar a sequência e a melhoria do exitoso projeto em curso no nosso estado.

 

O PT muito se orgulha da contribuição dos seus filiados na construção do projeto em nosso Estado, em especial do Governador Camilo Santana, bem como da exitosa gestão da companheira Luizianne Lins na prefeitura de Fortaleza.

 

O PT do Ceará reafirma seu empenho para a construção de um potente e amplo palanque de Lula no estado, com todas as forças democráticas e antibolsonaristas e seu compromisso com o povo cearense, com Camilo Santana Senador e Lula Presidente!

Fortaleza 04 de maio de 2022

A Executiva Estadual PT Ceará

 

Nenhum comentário: