<>

eiro o POVO

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

“SE HOJE UM CLIENTE ME PEDIR UMA RECOMENDAÇÃO DE UMA PRAIA, MACEIÓ SERIA A ÚLTIMA DICA”, DISSE EMPRESÁRIO.

Antes da nossa produção se manifestar sobre os acontecimentos que envolve a Sutran – Camocim, gostaríamos de deixar claro que não temos nada contra o órgão, todavia, é notório o despreparo dos agentes. Falta bons modos, atitudes de impor respeito e saber respeitar. Em muitas abordagens e ocasiões são omitidas as palavras magicas: Bom dia, boa tarde, boa noite, com licença, posso ajudar, pois não, por favor, por gentileza...

Neste fim de 2017 e inicio de 2018, praia de Maceió recebeu milhares de pessoas de varias cidades do país e continua sendo um dos destinos mais procurados nesta época e férias de julho, por estes motivos, Camocim precisa não só oferecer suas belas praias, mas uma infinidade de ações que valorize e respeite o visitante.

Desorganização

Por alguns minutos, um ônibus ficou impedido de passar em uma das vielas devido um veículo estacionado corretamente. Alguns passageiros desceram do ônibus, chamaram um agente de trânsito, este chegou ao local e simplesmente não fez nada. A falta de atitude do agente da Sutran levou  6 passageiros do ônibus a sacolejar  o veiculo que ali estava estacionado, aparentemente parecia que queriam virar o veículo de propriedade particular. O agente da Sutran simplesmente não fez nada, apenas observava a cena.

No mínimo o agente deveria pedir mais um tempo aos passageiros e motorista do ônibus, depois pegar um apito, se é que ele tinha, começasse apitar fortemente com o objetivo de chamar atenção. Por sorte, o proprietário estava por perto e vendo aquelas pessoas sacolejar o veiculo partiu em direção as mesmas.

Se não é permitida a entrada de ônibus na vila, o que estavam fazendo alguns ônibus circulando nas vielas?

Agora veja abaixo outra publicação de Fernando Maia na pagina do Nando Tur





Postar um comentário