<>

eiro o POVO

domingo, 25 de novembro de 2018

Via de acesso a Jericoacoara, a BR-403 está repleta de buracos


Os buracos que se estendem ao longo da BR-403, que liga os municípios de Acaraú e Cruz, rota do turismo no litoral oeste cearense, chamam a atenção de motoristas que trafegam todos os dias no corredor de passagem obrigatória para quem procura as belezas de Jericoacoara. "Há muito tempo a estrada está sem reparos", é o que reclama o motorista James Vasconcelos, que circula todos os dias transportando turistas para o litoral.

"Esse problema é antigo, pois o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) só faz o trabalho de tapa buracos, o que não resolve, pois quando chega o período chuvoso, a estrada volta a sofrer com os buracos. Este ano, somente uma parte do acesso teve esse tipo de ação, o que tem gerado prejuízos, não apenas com acidentes de trânsito, mas no constante desgaste de peças de veículos. Os turistas reclamam muito dessa situação", reclama.

Manifestação

Após reclamações ao Denit, a via, que possui grande fluxo de veículos de passeio, passageiros e cargas, teve realizada, em julho deste ano, uma operação tapa buracos, que parou na metade. Em outubro, o serviço foi retomado, paralisando dois dias depois.

Na última terça-feira (20), houve uma manifestação na rodovia, com bloqueio que impediu o acesso, por cerca de 1 hora, às praias de Jericoacoara, em Jijoca de Jericoacoara, e Preá (Cruz), além do Aeroporto Regional de Jericoacoara, instalado no município de Cruz. Outro problema apontado é quanto o aumento de assaltos em vários trechos, já que o motorista tem que reduzir a velocidade para transpor a buraqueira, mas se arrisca no que diz respeito a abordagens criminosas.

Preocupação

A mobilização, acompanhada de perto por uma equipe policial, foi considerada pacífica. A expectativa é que novos atos sejam realizados, caso não haja uma ação mais efetiva por parte o Dnit. De acordo com radialista Naldim Livino, um dos organizadores da manifestação, "infelizmente não temos tido respostas sobre alguma reforma completa desse trecho; sendo esse o principal acesso a Jericoacoara para quem vem de Fortaleza. A operação tapa buracos, inclusive feita com material de baixa qualidade, não resolve o problema", ressalta o radialista.

De acordo com a Coordenação de Engenharia do Dnit, o novo Plano Anual de Trabalho e Orçamento (Pato) prevê soluções mais efetivas para os problemas da Rodovia 403, tais como a reciclagem e colocação de nova capa asfáltica para os segmentos prioritários da via.

Ainda não há previsão para o início desse trabalho, "pois o Plano está em análise na Procuradoria Federal Especializada (PFE), seguindo os procedimentos necessários para que seja licitado, o que deverá ocorrer ainda este ano", ressalta a coordenação, que prevê orçamento de R$ 14 milhões de reais para a reforma de 34,90 km da BR-403, além de mais 126 km da BR-402
Diário do Nordeste / O Acaraú




Postar um comentário