<>

eiro o POVO

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

Tasso iniciaria disputa contra Renan Calheiros com 23 votos já contados


O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) é apontado atualmente como o melhor nome para enfrentar a hegemonia de 17 anos do MDB, à frente do comando do Senado. Diante da impossibilidade da reeleição do também cearense Eunício Oliveira, que não conseguiu se reeleger em outubro último, o MDB apresentou Renan Calheiros, de Alagoas, que já presidiu a Câmara Alta por quatro oportunidades, tendo que renunciar um dos mandatos, por denúncias de corrupção.

Segundo analistas, Tasso já teria a seu favor o número de 23 votos, do total de 81. Outro ponto a favor do parlamentar cearense é a possibilidade da eleição ser feita por voto aberto. Ou seja, cada senador anunciaria o voto. Atualmente, a votação é secreta.

Em entrevista à Agência Estado, o senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) disse que “Tasso é um nome excelente, tem o perfil”.

Apesar do presidente eleito Jair Bolsonato afirmar que não irá “acompanhar” a movimentação pelo comando da Mesa Diretora, o PSL cogita apoiar o senador David Alcolumbre (DEM-AP). No entanto, o apoio a Tasso não estaria descartado.

O ponto forte de Renan, além dos 12 senadores do MDB, é o PT, que soma seis cadeiras. O partido defende a proporcionalidade, com o MDB na presidência da Casa. O PT também aponta que o MDB evitaria poderes plenos a Bolsonaro.
Com Agências / Foto: Arquivo




Postar um comentário