<>

eiro o POVO

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Guerra Romeu x Marcos Coelho inclui acusações de corrupção, homicídio e estelionato


O nível da troca de farpas dos últimos dias entre o vereador de Camocim, Marcos Coelho e o deputado estadual Romeu Arruda, esse apoiado por asseclas de Camocim, por meio de mensagens disseminadas em grupos de whatsapp, se dependesse de uma classificação etária para serem escutadas, não poderiam ser acessadas por menores de 18 anos.

As acusações ouvidas exploram o submundo do código penal. Falsificação, estelionato, homicídio e corrupção, estão entre os crimes citados nos nefastos áudios.

O curioso é que, no caso de Romeu, outro dia mesmo, quando o interesse era tomar a presidência do legislativo de Camocim, o Vereador Juliano Cruz, atuando como seu mensageiro, enviou um áudio ao vereador Marcos Coelho, dizendo o seguinte:

"Ô MC, como é que você quer ser candidato...estou lhe aguardando....no nosso líder....pra gente bater o martelo meu filho. como é que eu posso votar em você sem o aval do meu deputado? Estou lhe aguardando aqui do lado da sua casa, cara. Come here, please (venha aqui, por favor)". 

Segundo uma fonte do blog, Romeu teria declarado guerra total a Marcos Coelho porque ele não aceitou receber sua "bênção" para concorrer ao cargo. Assim como terminou 2018, a oposição em Camocim inicia 2019, rachada, não mais ao meio, mais em diversas partes.

O Portal de noticias Ceará acontece obteve três áudios via WhatsApp com as acusações supra citadas, mas não cabe aqui divulgar acusações tão sérias, mas cabe as autoridades da Policia Civil e MP investigar a procedência e a veracidade das mesmas.  

Confira novamente o áudio transcrito acima (por respeito aos leitores, não publicaremos os mais recentes):


Com informações: Camocim Online




Nenhum comentário: