teste

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Governo federal quer reduzir preço do gás de cozinha


O ministro da Economia, Paulo Guedes, que comentou sobre medidas dso governo, durante a 22ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.(Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, nesta terça-feira (9) que o governo pretende reduzir pela metade o preço do gás de cozinha em dois anos. Para atingir essa meta no Brasil, Guedes defendeu que será necessário mexer com os monopólios. “Daqui a dois anos, o botijão de gás vai chegar na metade do preço na casa do trabalhador brasileiro. Vamos quebrar esses monopólios e vamos baixar o preço do gás e do petróleo com a competição”, disse o ministro.

A declaração foi dada durante a 22ª Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, que ocorreu em Brasília. Guedes ainda destacou que o monopólio da Petrobras nesse caso encarece o produto no paíse que a solução viria do petróleo,pela exploração da camada do pré-sal.

O assunto principal no governo federal também foi abordado: a reforma da Previdência. O ministro defendeu a medida junto aos presentes. “Todos já sabemos que a reforma da Previdência é importante também para municípios e estados”, afirmou. Ainda na ocasião, a Secretaria Especial de Previdência do Ministério da Fazenda distribuiu uma cartilha dizendo que o ambiente econômico do país melhorará, com geração de empregos e aumento na arrecadação.

A unificação de tributos também foi pauta da fala de Guedes. “Vamos baixar, simplificar, reduzir impostos para o Brasil crescer. É a reforma tributária. Primeiro, vamos pegar três, quatro, cinco impostos e fundir em um só. Vai chamar Imposto Único Federal”, afirmou ele.




Nenhum comentário: