<>

quinta-feira, 4 de julho de 2019

“Tem que existir, cara, tem que existir troca de favores”, disse Tiririca em entrevista

Foto: reprodução

A Folha de S. Paulo foi ouvir os conselhos de Tiririca a Jair Bolsonaro.

Ele disse:
“Aprovar projeto não depende de mim, depende do toma lá dá cá, que não é negócio de dinheiro, é: tu apoia o meu projeto que eu apoio o teu, é assim que funciona aqui.”

Ele disse também:

“Eu quero que ele me diga o que é a política nova. Qual é a política nova que eu não sei qual é. Ou ele faz isso que ele fez, e teve que recuar com o negócio das armas, já teve várias derrotas aqui, ou faz a política que é política, não é negócio de esquema de dinheiro. É troca de favores. Tem que existir, cara, tem que existir troca de favores.”

E concluiu:

“Ele não sabe tudo, ninguém sabe tudo. E outra coisa: conversando com um filho meu, não o Tirulipa, outro que não é envolvido nessa pegada. Ele disse, ‘pai, tu tem que tirar o chapéu pra galera que faz… tem que tirar o chapéu para a assessoria de imprensa do lado do marketing’, porque estão popularizando ele, tentando popularizar um cara que não é popular. Ele vai no Ratinho, no Silvio, no Tom, na Luciana Gimenez… Como chama isso aí? Marqueteiro. Ó, eu tiro o chapéu porque ele não tá nesse nível ai. Ele não é um cara popular, o discurso dele não é popular. Agora, tá faltando a galera pra chegar e dizer: ‘Irmão, senta aqui. Cara, tu não é deputado. É o país, irmão. Assim não vai. É assim, assim e assim…’ Se ele não sair do pedestal ele vai ser o pior governo que já tivemos em todos os tempos.”

*Via O Antagonista


Nenhum comentário: