teste

sábado, 2 de novembro de 2019

Moradores de Sobral passam a noite em fila para tentar vaga de emprego; 'Importante é estar trabalhando', diz candidata


Cerca de 2 mil moradores de Sobral, na região Norte do Estado, fizeram fila em frente ao Centro de Convenções do município para concorrer a vagas de emprego, nesta sexta-feira (1). Jovens, pais e mães desempregados participam do “I Feirão de Empregos de Sobral”, uma parceria municipal com empresas para a geração de 230 vagas de emprego. Alguns contam que chegaram a passar a noite na fila.

Apesar de os portões terem sido abertos somente na manhã desta sexta, Vanderlucia de Sousa, 34, foi a primeira a chegar ao local, mas, para isso, passou a noite aguardando.

“Cheguei 11 horas da manhã de ontem para sustentar a vaga. Eu insisti e passei a noite. Qualquer vaga me interessa, o importante é estar trabalhando”, conta a dona de casa, mãe de dois filhos. O atendimento para entrega dos currículos se encerra às 17h de hoje.

Vanderlucia fala, também, da necessidade de conseguir um emprego. Para agarrar a oportunidade, a dona de casa diz que está recebendo auxílio do esposo e de uma amiga que mora próximo ao Centro de Eventos. “Eu fui na casa de uma amiga minha, tomei um banho e voltei. Meu esposo trouxe minha alimentação. Essa é uma oportunidade muito grande pra gente porque emprego está muito difícil”, relata.
Desemprego

A iniciativa tem como objetivo recolocar quem está em busca de emprego no mercado de trabalho. Para isso, a iniciativa pretende aproximar a oferta e demanda de mão de obra qualificada por meio de vagas específicas. O secretário do Trabalho e Desenvolvimento Econômico de Sobral, Inácio Ribeiro, pontua que, apesar da grande quantidade de pessoas na fila, a expectativa está dentro do esperado.

“Está dentro da projeção. Estamos no quinto ano de uma crise que o país atravessa. Em Sobral, todos os esforços estão sendo empreendidos para que a gente possa melhorar o problema do desemprego”, diz o secretário, que garante, também, que todos os currículos serão recebidos.

Processos

Segundo o secretário, esta primeira fase contempla, apenas, a entrega dos currículos. “Nenhuma das empresas parceiras estão aqui presentes para a entrevista, que vai ser feita posteriormente. A equipe técnica da secretaria do trabalho e desenvolvimento econômico vai selecionar o currículo e encaminhar as empresas, que vão chamar os candidatos para entrevista”, explica.
*G1CE


Nenhum comentário: