teste

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Pacientes diabéticos denunciam falta de insulina em postos de saúde do Ceará


Secretaria da Saúde reconhece problema na entrega dos medicamentos — (Foto: Lucas de Menezes/SVM)
Pacientes com diabetes no Ceará que usam insulina analógica ultra-rápida - tipo de medicação com ação mais eficaz que a convencional - denunciam que, há seis meses, a medicação está em falta nos postos de saúde do Estado.

Usuários desse tipo de insulina alegam que os custos com o produto não são acessíveis para grande parte dos pacientes. A ausência de aplicação da insulina pode provocar prejuízos renais, de circulação sanguínea e afetar até a visão, segundo especialistas.

A Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) reconhece que houve problema na entrega, mas diz que a medicação começou a faltar em agosto. Em nota, a pasta informou que o processo para compra da insulina analógica ultra-rápida foi aberto no dia 12 de setembro e homologado no dia 31 de outubro. A compra foi liberada no dia 6 de novembro e o fornecedor deve entregar em até 15 dias úteis. Entretanto, a Sesa não informou se o medicamento já está sendo recebido nos postos.
*Informações: G1CE





Nenhum comentário: