teste

domingo, 12 de abril de 2020

Campanhas solidárias ganham destaque na Semana Santa, em Martinopole.


Atos de solidariedade inspiram corrente do bem em meio à pandemia. Com oferta de alimentos para ajudar o coletivo a enfrentar os desafios do isolamento social- (Imagens: reprodução Facebook)
A tradição da doação de "esmolas" na Sexta-Feira da Paixão teve destaque nesse ano de 2020, considerando que desde meados de março a população cearense está em quarentena, sem que filhos possam ir à escola, falta de trabalho por conta dos devastadores efeitos da Pandemia do COVID-19 e contando apenas com assistências governamentais federal e principalmente estadual muitas famílias de baixa renda estão em situação calamitosa.

Em meio a situação vivida por grande parte dos munícipes muitas pessoas se propuseram a desenvolver ações solidárias para arrecadação de toneladas de alimentos e distribuição nos bairros periféricos onde está concentrada a maior parte da população mais necessitada.

Uma das ações solidárias foi promovida por iniciativa própria de um renomado pedreiro, conhecido popularmente pela alcunha "Chiquinho Fontele", esse entregou várias cestas básicas a população. Salienta-se que o pedreiro custeou com seus próprios recursos todas as cestas.
Jovem pedreiro doa 40 cestas básicas para famílias carentes de Martinópole
A dupla Ícaro e Vitória fizeram uma live ao vivo pelo Instagram e Facebook e juntamente com outros amigos de Martinópole e de Uruoca dentre os quais Lucas Albano, Leandro Lima, Soliano e muitos outros  promoveram uma grandiosa campanha de arrecadação.
Grupo de jovens de Martinópole e de Uruoca dentre os quais a dupla Ícaro e Vitória, Lucas Albano, Leandro Lima, Soliano e demais colaboradores.
Os jovens Davi Mendes e Mayara Barros foram outros que através de redes sociais arrecadaram uma quantidade muito relevante de alimentos e já distribuíram entre os mais pobres.
Os jovens Davi Mendes e Mayara Barros, que através de campanhas em redes sociais conseguiram uma quantidade relevante de alimentos e distribuíram entre a população carente de Martinópole.
As amigas Claudiane Medeiros, Andreia, Francineide Domingos e colaboradores também fizeram campanha de arrecadação de alimentos para doação as famílias carentes do município.
A pandemia de coronavírus espalhou, além da Covid-19, pânico e desolação entre a população brasileira. Mas também despertou o que há de melhor nos seres humanos: a solidariedade.
Essa não é a primeira vez que a população se une em prol de causa social. Em janeiro desse ano, foi amplamente difundido nas redes sociais um vídeo demonstrando a situação que estava vivendo Dona Maria, que teve sua casa incendiada e estava morando ao relento, na localidade de Porta da Una. Ao tomar conhecimento um grupo de pessoas se uniu e promoveu a construção de uma casa novinha para a senhora e seu companheiro, José. Reveja a matéria clicando AQUI.

A população vem demonstrando que não se pode apenas esperar pelo poder público que muitas das vezes é omisso, assim, ações de solidariedade vem se propagando e ganhando força dentre as pessoas, levando à muitos que estão em situação de pobreza a oportunidade de viver com dignidade juntamente com suas famílias.

Há uma máxima que diz que momentos de crise são também de oportunidade. A hora é agora para cada um fazer a sua parte: ficar em casa e não perder a oportunidade de ser solidário.
 *Colaborou Fábio Cunha





Nenhum comentário: