teste

quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Aumento de servidores: governo perde e sessão é cancelada


Após o Senado impor uma derrota inesperada ao governo Bolsonaro com a derrubada do veto à possibilidade de aumento a servidores da saúde e da educação em troca de ajuda financeira a estados, ao Distrito Federal e aos municípios, a sessão do Congresso foi adiada – e forçou o adiamento da reunião da Câmara dos Deputados, na noite desta quarta-feira (19/8), que trataria do mesmo tema.

O temor era de que o governo voltasse a perder, o que sacramentaria duro golpe nas pretensões do ministro da Economia, Paulo Guedes, de impedir qualquer reajuste salarial.

O deputado federal Marcos Pereira (Republicanos-SP) conduzia a sessão do Congresso e anunciou o adiamento para esta quinta-feira (20/8), com a análise da Câmara marcada para depois do encontro das duas Casas de amanhã.

O veto 17 trata do projeto que prevê auxílio financeiro aos Estados, ao Distrito Federal e aos municípios para mitigar os efeitos da Covid-19, condicionando ao congelamento do salário dos servidores públicos da saúde e da segurança pública por 18 meses. 
Fonte: Metropoles/via sobraldeprima

Nenhum comentário: