teste

quinta-feira, 19 de novembro de 2020

PF encontra dinheiro vivo em caixas durante operação que investiga lavagem de dinheiro e fraudes no Ceará

 

A quadrilha é liderada por um investigado que exerceu mandatos de deputado federal e deputado estadual no Estado do Ceará - Foto: Polícia Federal

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira (19), a segunda fase da Operação KM LIVRE , que investiga uma organização criminosa suspeita de desvio de recursos públicos, fraudes em licitações, lavagem de dinheiro, entre outros crimes. Ao todo, são cumpridos 27 mandados de busca e apreensão nas cidades de Fortaleza, Russas e Caucaia (CE); Mossoró (RN); e Rio de Janeiro (RJ). Durante o cumprimento de um dos mandados na capital cearense, foi encontrado dinheiro vivo dentro de caixas na sede de uma empresa investigada no esquema.

Segundo a polícia, a investigação identificou que o grupo atuou na criação de empresas com participação de “laranjas” (pessoas atuando em nome de terceiros investigados); fraudes em licitações; fraudes na contratação de serviços de locação de veículos e motocicletas; desvios de recursos públicos; e lavagem de dinheiro com aquisição de imóveis, empresas e transações no mercado financeiro.

Conforme a PF, a organização atua há cerca de 20 anos e é comandada por um ex-deputado federal e estadual no Ceará. O nome do suspeito não foi divulgado.

A lavagem de dinheiro seria realizada por meio da aquisição clandestina de corretoras valores e de sociedades em conta de participação do ramo de energia eólica, com a ajuda de operadores do mercado financeiro.

Primeira fase

A primeira fase da Operação Km Livre foi deflagrada no ano de 2016 e realizada em parceria com a Controladoria Geral da União. Na ocasião, foram apreendidos mais de R$ 5,9 milhões em dinheiro na sede de uma das empresas investigadas, localizada no Bairro de Fátima, em Fortaleza. 

(G1/CE)

 

 

Nenhum comentário: