quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

Teste anal está sendo feito para identificar a Covid-19

 


A China está recorrendo a testes retais para detectar a Covid-19 em indivíduos de risco e em viajantes que chegam do exterior.

 

O país tem conseguido conter a pandemia com testes em massa e lockdowns onde novos casos são registrados. Mas, nas últimas semanas, surtos locais têm levado autoridades de saúde a testar dezenas de milhares de pessoas pelo método PCR.

 

As amostras geralmente são retiradas do nariz ou da garganta. Mas moradores de vários bairros de Pequim, onde foram descobertos casos recentemente, têm sido submetidos a testes retais, segundo a emissora pública CCTV.

 

O médico Li Tongzeng, do hospital You'an em Pequim, afirmou à CCTV que o teste retal "aumenta a taxa de detecção de pessoas infectadas" porque o coronavírus permanece mais tempo no ânus do que no trato respiratório.

Segundo a TV estatal, os testes retais não serão generalizados porque "não são práticos o suficiente". "Considerando que coletar swab anais não é tão conveniente quanto os de garganta, no momento apenas grupos-chave, como aqueles em quarentena, recebem ambos", afirmou Tongzeng.

(Com informações do G1) 

 

Nenhum comentário: