terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Três pessoas morrem em acidente na Barragem do Atalho, em Brejo Santo

 

Ambulâncias, equipes do Samu e um helicóptero do Ciopaer foram deslocados à barragem. (Foto: Arnou Pinheiro Feijó/Blog do Farias Júnior)

Três pessoas morreram em acidente na Barragem de Atalho, no município de Brejo Santo, nesta segunda-feira, 8, por volta de 16h30min. Uma tubulação rompeu quando eram realizados testes no sistema da barragem. De acordo com nota do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), a estrutura do reservatório não foi afetada e não há vazamentos. “A população que vive nas proximidades da estrutura está segura e não corre riscos”, informa o órgão.

                       

20 trabalhadores estavam no local quando o acidente aconteceu. Além dos três óbitos, um deles deu entrada com vida no Hospital Geral de Brejo Santo e apresenta quadro estável. As causas do episódio são apuradas pelo MDR, que enviará o Secretário Nacional de Segurança Hídrica, Sérgio Costa, e equipe técnica do órgão para avaliar a situação e tomar as medidas necessárias.

Reservatório de Atalho recebeu águas do Rio São Francisco em novembro de 2020 — Foto: Divulgação

Ambulâncias da Secretária Municipal de Saúde, helicóptero do Ciopaer, uma guarnição do Corpo de Bombeiros e equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foram enviados ao local. O reservatório recebeu águas da transposição do rio São Francisco e tem capacidade de 100 milhões cúbicos. O volume atual era de 90 milhões m³.

 

O problema teria acontecido em um válvula da barragem, mas o conserto já foi realizado e a vazão de água está sob controle, de acordo com informações da pasta municipal de Saúde. Será realizada uma perícia para averiguar as causas e responsabilidades pelo acidente.

 

O deputado estadual e ex-prefeito de Brejo Santo, Guilherme Landim (PDT), chegou ao local junto com as equipes de seguranças e disse que o ocorrido foi uma “cena triste de se ver”. Ele afirmou que, apesar de aguardar a perícia, acredita que o que ocasionou o acidente foi uma falha técnica. O governador Camilo Santana (PT) também lamentou as mortes em suas redes sociais.

 

Em agosto de 2020, houve um rompimento na Barragem de Jati, reservatório que recebe as águas do Cinturão das Águas (CAC). O episódio não teve vítimas e cerca de duas mil pessoas foram evacuadas do município como medida preventiva. O acidente desta segunda-feira, 8, é o segundo desde a chegada da transposição ao Ceará. 

(Colaborou Mateus Brisa- com informações o POVO)

 

 

Nenhum comentário: