quarta-feira, 10 de março de 2021

Bolsonaro promete 400 milhões de vacinas no primeiro semestre

A proposta também permite que estados, Distrito Federal e municípios assumam a responsabilidade civil por eventuais efeitos adversos e estabelece que as regras previstas serão válidas pelo tempo que durar a pandemia

Em uma cerimônia no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira, 10, presidente Jair Bolsonaro anunciou que pretende comprar 400 milhões de vacinas para o combate ao novo coronavírus neste ano.

 

Durante a cerimônia, fato inusitado: o presidente do retirou a máscara para falar ao público e mencionou que das 400 milhões   de vacinas, 170 milhões estão previstas ainda para o primeiro semestre.

 

 "Já foram entregues vacinas para 100% dos idosos acima de 85 anos de idade, entre eles a minha mãe, com 93 anos de idade. Até o final do ano teremos mais de 400 milhões de doses distribuídas aos brasileiros", disse.

 

O evento aconteceu para a sanção da Lei que facilita a compra de vacinas contra o coronavírus por empresas privadas e inclui a responsabilização da União por eventuais efeitos colaterais, uma das exigências das empresas nos contratos realizados.

 

A proposta também permite que estados, Distrito Federal e municípios assumam a responsabilidade civil por eventuais efeitos adversos e estabelece que as regras previstas serão válidas pelo tempo que durar a pandemia.

Nenhum comentário: