quinta-feira, 11 de março de 2021

Prefeito de Tianguá, Luiz Menezes, adota medidas rígidas para enfrentamento à Covid-19

 

Foram enviadas à Câmara Municipal propostas de lei para enrijecer, mais ainda, o combate à pandemia, com medidas apoiadas em Lei Municipal

A Prefeitura de Tianguá́, seguindo as orientações do Governo do Estado do Ceará e em consideração ao aumento de casos de Covid-19, adota medidas sanitárias mais restritivas, em novo decreto de nº07/2021, válido de 9 a 21 de março.


Até ontem o Acontece havia repostado a noticia de que o prefeito Luiz Menezes, havia decidido manter tudo funcionando, mesmo com recomendação do Ministério Público, reveja aqui.


A administração municipal reuniu-se com seu comitê do Covid19 e representantes da sociedade civil para deliberar sobre as ações a serem tomadas, estabelecendo ainda mais restrições e enrijecendo a fiscalização para que os decretos  municipal e estadual sejam cumpridos, bem como decisões  tomadas em comum acordo com diversas autoridades presentes, como: OAB Subsecção Ibiapaba, CDL, Arquidiocese de Tianguá, Representantes de Igrejas Evangélicas, proprietários de comércios, representantes do comitê municipal de combate a pandemia.

 

Dentre as medidas mais restritivas contidas no decreto municipal estão:

 

I – Toque de recolher das 20h às 5h (segunda a sexta), e das 19h às 5h (sábado e domingo), ficando proibido a circulação de pessoas em ruas e espaços públicos;

 

II – Proibido prática de esporte coletivo em espaço públicos ou privados;

 

III – Proibido a circulação e utilização dos espaços dos banhos públicos ou privados de hotéis, parques, mirantes, pousadas, restaurantes e similares;

 

IV – Proibido feiras livres conforme decreto estadual nº 33.936;

 

V -Proibido festas ou música ao vivo;

 

VI – Abertura dos comércios até às 17h, observando o limite de 5 clientes em seu interior por unidade de caixa de recebimento ou ponto de venda.

 

Além das medidas acima citadas, foram enviadas à Câmara Municipal propostas de lei para enrijecer, mais ainda, o combate à pandemia, com medidas apoiadas em Lei Municipal.

(Roberto Moreira)

Nenhum comentário: