quarta-feira, 5 de maio de 2021

Projeto que prorrogava até julho prazo para declaração do IR é vetado; Contribuintes têm até o final de maio para prestar contas

 

Com o veto presidente, este é o prazo que está valendo e o contribuintes têm até o final do mês para prestar contas com a Receita Federal.

O presidente Jair Bolsonaro vetou o projeto aprovado pelo Congresso que prorrogava até 31 de julho o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física 2021. O projeto foi aprovado pela Câmara dos Deputados em abril e como já havia passado pelo Senado, o texto foi enviado para sanção presidencial.

 

Inicialmente, o prazo para a entrega acabaria em abril. No entanto, a Receita Federal estendeu o prazo para 31 de maio. Com o veto do presidente, este é o prazo que está valendo e o contribuintes têm até o final do mês para prestar contas com a Receita Federal.

 

“Desse modo, a proposta foi objeto de veto por causar um desequilíbrio do fluxo de recursos, o que poderia afetar a possibilidade de manter as restituições para os contribuintes, além de comprometer a arrecadação dos entes federativos”, informou o Planalto.

 

De acordo com o governo, embora a proposta aprovada pelo Congresso fosse “meritória”, contrariava o “interesse público” porque geraria “fluxo de caixa negativo”, no qual a arrecadação do governo com o imposto seria de um montante “menor do que o necessário para pagar as restituições”.

 

Além disso, o governo disse que a medida poderia afetar também a arrecadação dos estados e dos municípios e impactar no repasse dos recursos destinados ao Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE) e Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

 

Segundo o Ministério da Economia, a medida também afetaria a entrada de dinheiro das devoluções do auxílio emergencial recebido indevidamente em 2020.

 

 

 

Nenhum comentário: