quinta-feira, 1 de julho de 2021

Homem de 41 anos fez cadastro da vacinação em junho, mas sistema mostra que ele tomou a primeira dose em janeiro, em Fortaleza

 

Rogério reclama de erro no cadastro da vacinação contra a Covid-19 dele em Fortaleza. — Foto: Arquivo pessoal

Um Homem de 41 anos denuncia erro nos dados sobre a vacinação dele em Fortaleza. De acordo com Rogério Pereira da Silva, ele fez o cadastro para ser imunizado contra a Covid-19, no Saúde Digital, da Secretaria de Saúde estadual (Sesa) em junho; mas no Vacine Já, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), mostra que ele recebeu a primeira e a segunda doses em janeiro e fevereiro, respectivamente.

 

Em nota, a SMS informou que "foi identificada uma inconsistência no sistema ao cruzar as bases de dados de duas pessoas homônimas", ou seja, que têm o mesmo nome. Segundo a pasta, a "inconformidade" já foi solucionada, e o cadastro de Rogério está novamente regular.

 

“Quando eu fui verificar, uns dois dias depois, para ver se já estava agendado, no Vacine Já, está no sistema como se eu tivesse sido atendido; no dia 21 de janeiro [a primeira dose] e 13 de fevereiro [a segunda]”, revela o solador.


Conforme Rogério, o cadastro foi realizado no dia 11 de junho, na plataforma estadual. Ele é trabalhador da indústria e, à época, estava inserido na Fase 4 dos grupos prioritários para imunização na capital. Rogério afirmou que entrou em contato com o governo municipal, mas não havia conseguido resposta.

 

Rogério nega que tenha sido vacinado, pois, não se encaixa em nenhum dos grupos que estavam na campanha de imunização na época em que teria sido vacinado em Fortaleza: profissionais da saúde e idosos acima de 75 anos. Apesar disto, no Vacine Já constam informações cadastradas, como endereço, telefone, CPF, data de nascimento, etc., que são realmente dele.


De acordo com a Secretaria Municipal, com o cadastro regular, o soldador pode aguardar "a data do agendamento para a aplicação da primeira dose da vacina".

(G1CE)


 

Nenhum comentário: