sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Jornalista de Sobral apoiador de Bolsonaro é alvo de operação da PF contra Sérgio Reis

 

Wellington Macedo utiliza as redes sociais, majoritariamente, com publicações de apoio ao Governo Federal(foto: Reprodução Instagram)


O jornalista cearense e apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) Wellington Macedo foi um dos alvos da operação realizada pela Polícia Federal, nesta sexta-feira, 20. O cumprimento de mandados de busca e apreensão foi autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.


Nomes como o do cantor Sérgio Reis e do deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ) estão na mira da operação. A decisão atende a um pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) e investiga a incitação de atos violentos contra a democracia.

 

A operação foi realizada nos estados do Ceará, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso e Paraná. O alvo cearense da operação, Wellington Macedo, utiliza as redes sociais, majoritariamente, com publicações de apoio ao Governo Federal.

 

Nesta semana, Wellington, por duas vezes, publicou declarações do cantor Sérgio Reis, outro alvo da PF nesta sexta-feira, em que o cantor afirmava que o País teria problemas caso as solicitações do artista não fossem atendidas, "se eles não obedecerem o nosso pedido, a cobra vai fumar", diz uma das publicações.

Wellington Macedo compartilhou em redes sociais vídeo de Sérgio Reis com divulgação de eventos antidemocráticos. — Foto: Reprodução


 A determinação do ministro Alexandre de Moraes sinaliza que os alvos da operação devem ter documentos, bens relacionados aos fatos e delitos, além de celulares, computadores e quaisquer outros dispositivos eletrônicos recolhidos. A operação realizada no Ceará aconteceu no município de Sobral.

 

LEIA TAMBÉM: Sérgio Reis diz que era tudo brincadeira

 

No início desta sexta-feira, 20, o Blog do Eliomar trouxe o pronunciamento do jornalista cearense, Wellington Macedo, no qual ele afirma ser "militante da verdade e da notícia", além de considerar-se "apenas um jornalista".

 

De acordo com as informações do Blog, a Polícia Federal não conseguiu cumprir o mandado, em Sobral, no Norte do Ceará, a 222 quilômetros de Fortaleza, porque o jornalista cearense se encontra em Brasília.


Os alvos são:


Sérgio Bavini (o cantor Sérgio Reis, no nome artístico);

Otoni Moura de Paulo Júnior, o deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ);

Alexandre Urbano Raitz Petersen;

Antônio Galvan, presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil);

Bruno Henrique Semczeszm;

Eduardo Oliveira Araújo, cantor;

Juliano da Silva Martins;

Marcos Antônio Pereira Gomes, o Zé́ Trovão;

Turíbio Torres;

Wellington Macedo de Souza.

(O POVO)


Nenhum comentário: