sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Ceará tem 18 municípios entre os 20 com maiores notas no Ioeb 2021

Com nota 5,5, o Ceará também conquistou a primeira posição no Ioeb entre os estados nordestinos. 

O Ceará tem 18 municípios entre os 20 brasileiros com maiores notas no Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (Ioeb) 2021. Sobral e Cruz empataram em 1º lugar na classificação nacional, que abrangeu 5.126 municípios de todo o País. O Índice traça um retrato sobre as condições de desenvolvimento educacional das crianças e jovens, da Educação Infantil ao Ensino Médio.


Com nota 5,5, o Ceará também conquistou a primeira posição no Ioeb entre os estados nordestinos. Na média nacional, aparece em 2º lugar no Brasil, estando atrás apenas de São Paulo.

 

No ranking das capitais, Fortaleza aparece na 3ª colocação, empatando com Curitiba, tendo à frente as cidades de São Paulo e Teresina.

 

O Índice engloba dados da Educação Infantil ao Ensino Médio de todas as redes educacionais que estão presentes no município: estadual, municipal e privada. Para compor o modelo, foi observada a relação entre três fatores: indicadores de resultado educacional, indicadores de insumos e processos educacionais e também controle de background familiar.

 

Ioeb

 

O primeiro fator diz respeito aos resultados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) dos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e à taxa líquida de matrícula do Ensino Médio. O segundo é relacionado à escolaridade dos professores, ao número médio de horas-aula por dia, à experiência dos diretores e à taxa de atendimento na Educação Infantil. E o terceiro leva em conta a escolaridade média dos pais.

 

Em resumo, o Ioeb é um índice público bienal que analisa e compara como cada município, estado, Distrito Federal e o país, como um todo, está contribuindo para o sucesso educacional dos indivíduos que nele vivem.

 

Municípios cearenses

 

Também alcançaram destaque nacional, pelo Ceará, os municípios de Milhã, Ararendá, Itatira, Jijoca de Jericoacoara, Pires Ferreira, Martinópole e Quixeramobim, que se encontram entre a 3ª e a 10ª colocação geral.

 

O Ioeb é realizado pela Comunidade Educativa Cedac, com a parceria técnica das consultorias Metas Sociais e Conhecimento Social. A iniciativa tem o apoio do Itaú Social, Instituto Natura, Fundação Roberto Marinho e Instituto Humanize e o apoio institucional do CLP.

 

Outras conquistas

 

O Ceará consolidou sua posição como referência de educação pública de qualidade no Ideb 2019. A rede pública estadual cearense superou a meta proposta para a edição e alcançou o melhor resultado do país nos anos finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano). Nesta etapa da educação básica, o estado obteve 5,2 pontos, ultrapassando a projeção para 2019 (4,6).

 

Ainda de acordo com o principal indicador que avalia a qualidade da educação básica, o Ceará apresenta a melhor evolução nos anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano) quando comparado às demais unidades da federação. A rede pública alcançou a nota 6,3 em 2019, superando em 1,5 ponto a meta estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC).

 

No Ensino Médio, a rede pública estadual do Ceará saiu de 3,8, em 2017, para 4,4 em 2019. O resultado demonstra uma aproximação da meta estipulada, que era de 4,5, deixando o estado em 4º lugar nacional e em segundo do Nordeste após Pernambuco (4,5).

 

Um dos fatores apontados como determinantes para o bom desempenho do Ceará no Ideb 2019, tanto na rede estadual como nas municipais, foi o trabalho desenvolvido buscando a equidade. Na prática, significa que a estratégia de direcionar atenções de forma individualizada a cada aluno, visando que todos tenham suas necessidades de aprendizagem específicas atendidas, está trazendo resultados positivos.

(Ceará Noticias)

Nenhum comentário: