quinta-feira, 17 de fevereiro de 2022

Morada Nova passa a ser a cidade com a pior proposta de reajuste para os professores

 

Prefeito de Morada Nova, Wanderley Nogueira. Foto: Divulgação

O mural da vergonha, reservado aos gestores que descumprem a Lei Federal do Piso Nacional do Magistério (11.738/2008), infelizmente cresce. O prefeito de Morada Nova, Vanderley Nogueira (PT), apresentou ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da cidade (Sindsep) a proposta de apenas 6,74% de reajuste salarial para os professores. Com isso, o município passa a liderar a lista dos piores aumentos propostos à classe em 2022 no Ceará.

 

Os poucos mais de 6% estão muito abaixo dos 33,24%, percentual de aumento para os profissionais da educação básica estipulado pela legislação este ano. A proposição foi recebida com muita indignação pelos trabalhadores, que manifestaram a revolta nas redes sociais.

 

Além de Morada Nova, em Iguatu (10,18%), Itapipoca (25%), Maracanaú (14,5%) e Maranguape (29,68%) as reposições também ficaram abaixo dos pouco mais de 33%, mas a cidade do Vale do Jaguaribe é, de longe, a que colocou os professores em pior situação.

 

De acordo com o sindicato, as negociações com a gestão ainda não estão encerradas. Na quinta-feira (17/02), uma nova reunião entre a representação dos trabalhadores e o Executivo deve acontecer.

 

A expectativa é que a repercussão negativa da reposição microscópica proposta, frente a uma realidade de 51 cidades cearenses com reajuste de acordo com a Lei do Piso, pese nas próximas discussões e possa fazer a prefeitura recuar do índice absurdo oferecido.

 

De acordo com Glauberlene Rabelo, presidenta do Sindsep, a categoria não irá recuar. “O Piso é Lei e não iremos recuar. 33,24% de aplicação do piso e nenhum outro direito a menos”, destaca.

(Fetamce)

 

Nenhum comentário: