sábado, 9 de abril de 2022

Granja/CE: Minutos após receber alta, mulher dá à luz na calçada de hospital

Mulher tem filho em calçada de hospital após receber alta médica, em Granja, no interior do Estado


Uma mulher entrou em trabalho de parto e deu à luz um menino na calçada do Hospital e Maternidade Dr. Vicente Arruda, no município de Granja, nesta sexta-feira (8). O parto aconteceu minutos depois que a gestante recebeu alta do hospital.

Conforme informações colhidas, a mulher passou o dia no hospital, sentindo contrações, porém após avaliação foi dado alta, com alegação de que a gestante ainda não tinha entrado em trabalho de parto. Enquanto ela aguardava um taxi, deu a luz ali mesmo na calçada do Hospital e Maternidade.

Leia abaixo o relato

“Eu já cheguei ao hospital com sangramento, fui atendida, depois me deixaram em uma cama. Disseram-me que um médico iria me avaliar, porém esse médico não apareceu onde eu estava. Uma moça da recepção disse que eu estava na fila para fazer uma cesariana. As 7 horas veio um enfermeiro fazer exame de toque e medir a pressão, depois ele disse que eu não iria fazer a cesariana, porque ainda não estava no tempo, me passaram um medicamento, disseram que eu poderia voltar para casa. Eu falei que não iria para minha casa, pedi a transferência para Camocim, porém não me deram, então eu fui para fora do hospital já que disseram que eu não iria ter meu bebê. Chorei muito de tanta dor. Queria entender o porquê não me transferiram e nem me deram uma cama para passar a noite já que eu não tinha onde ficar, então resolvi ligar para meu esposo, que pediu para um amigo me pegar no hospital de Granja. Este amigo demorou um pouco para chegar, pois o mesmo estava vindo de Camocim. Eu estava com muita dor, então tive meu bebê em uma cadeira de rodas. Neste momento eu já havia sido liberada pelo hospital de granja. Em momento algum pedi para fazer cesárea, estava querendo apenas um lugar adequado para pode ter meu bebê. Quem pegou o meu filho foi minha madrinha que estava comigo, porque naquele exato momento não havia ninguém na recepção do hospital. Interessante, passaram um remédio para eu tomar porque meu filho ainda não estava no tempo de nascer e nasceu na porta do hospital, isso é uma vergonha gestão de granja”, relata a mãe.

O caso gerou revolta à população.

  













A mãe e a criança passam bem. A direção do Hospital e a Secretaria Municipal de Saúde de Granja, ainda não se manifestaram sobre o ocorrido.

*Com engajamento da fanpage: A Voz de Granja



Nenhum comentário: