sexta-feira, 5 de agosto de 2022

Bolsonaro no JN: Presidente cede e Globo confirma entrevista

 

Todos os outros candidatos também aceitaram as regras- (Foto: Reprodução TV Globo)

A TV Globo informou nesta sexta-feira (05/08), que o presidente Jair Bolsonaro (PL), que concorre à reeleição, aceitou as condições da emissora e será o primeiro de uma série de entrevistas que o canal fará com os candidatos à Presidência a partir do dia 22 de agosto.

 

Ontem, a emissora tinha rejeitado o pedido da equipe do presidente para que a entrevista fosse feita no Palácio da Alvorada, residência oficial. Segundo as regras da empresa, todas as entrevistas devem ser feitas no estúdio do Jornal Nacional, no Rio de Janeiro, “de forma a demonstrar que todos os candidatos são tratados em igualdade de condições”.

 

Em e-mail enviado no fim da noite de quinta, 4, a assessoria manifestava a disposição de Bolsonaro de conceder a entrevista, mas no Alvorada, alegando que “em função da campanha e de compromissos assumidos anteriormente, a agenda presidencial impossibilita a ida ao RJ, no dia 22 de agosto”.

 

Segundo a emissora, na manhã de hoje, a assessoria de Bolsonaro explicou que o pedido foi para manifestar uma preferência, mas que o candidato não se recusava a ir ao Rio de Janeiro para a entrevista. Sendo assim, a Globo confirma a entrevista de Jair Bolsonaro no próximo dia 22 no Rio de Janeiro.

 

Todos os outros candidatos também aceitaram as regras. Ciro Gomes (PDT) será entrevistado na quarta-feira, 24. Na quinta-feira, 25, será a vez de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Simone Tebet (MDB) fechará a rodada na sexta-feira, 26.

 

Ontem, o senador Flávio Bolsonaro (PL), filho do presidente, foi às redes sociais afirmar que a entrevista está mantida. “Tá marcado! Presidente Jair Bolsonaro no Jornal Nacional dia 22 de agosto, direto do Palácio do Alvorada!”, publicou.

 

Desde que assumiu o governo, o presidente Bolsonaro faz críticas e provocações à imprensa, sendo a TV Globo um de seus alvos mais frequentes. Em 2019, em reação a uma reportagem sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, o chefe do Executivo afirmou que a empresa pratica “canalhice” e “patifaria”. Em 2021, ele se exaltou ao ser questionado por uma jornalista de uma afiliada da emissora e a mandou “calar a boca”.

 

No mesmo ano, o presidente desafiou a emissora a entrevistá-lo ao vivo. Em conversa com apoiadores, em Brasília, ele afirmou: “Inclusive, para a Globo, quer uma entrevista ao vivo? Eu dou para vocês. Estou aguardando”.

 

Os candidatos Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB) já confirmaram presença na série de entrevistas do Jornal Nacional. As datas serão divulgadas em breve.

Nenhum comentário: