<>

eiro o POVO

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Com menos da metade do mandato, Zezinho e Zenilson estão em lados opostos da política de Camocim

José Ferreira da Silva, conhecido como Zezinho da Rádio, radialista de 43 anos, fez carreira na comunicação com fama de crítico de política e por promover campanhas solidárias para pessoas carentes de Camocim que buscavam ajuda através do rádio.

Seu perfil como profissional, lhe rendeu o convite em 2016 para ser candidato à vereador pelo Partido Democratas, manifestado pelo Presidente da sigla no município, o Advogado Zenilson Coelho. O dirigente via em Zezinho alguém com ideal semelhante ao seu, para desenvolver um mandato na Câmara de Camocim com protagonismo e independência.

Porém, menos de um ano e meio de mandato, após ser eleito com mais de mil votos no pleito municipal, Zezinho, projetado na política por Zenilson, seguirá caminho diferente de seu mentor. Tudo começou quando a dupla havia decido de forma conjunta fatiar o apoio eleitoral nas eleições para deputado federal e estadual. O Democratas de Camocim havia aprovado o apoio a Robério Monteiro na campanha para deputado federal e Sérgio Aguiar, líder da situação, a reeleição a Assembleia Legislativa do Ceará.

Segundo publicação no Camocim Portal de Noticias, desta quinta-feira, 10, Zezinho anunciou na Tribuna da Câmara o apoio oficial aos nomes de Sérgio Aguiar e Robério Monteiro. De forma imediata, o Governo reagiu mal e eliminou todos os cargos ligados ao partido que mantinha contrato com a Prefeitura de Camocim, em forma de punição. Uma vez que o grupo controlado por Sérgio Aguiar queria o apoio dos dois a Leônidas Cristino, candidato à reeleição a Câmara Federal. Demorou uma semana, data da sessão legislativa seguinte, para Zezinho decidir cancelar o apoio a Robério e dedicar a Leônidas e Sérgio.

Zezinho disse ao Blog Acontece, que cancelou o apoio a Robério Monteiro, após  Zenilson Coelho ter cogitado a possibilidade de apoio ao pré-candidato a deputado estadual Romeu Arruda, o que contraria seus princípios, por isso resolveu continuar no grupo de onde iniciou. Ainda segundo ele, o rompimento de Sérgio Aguiar com o presidente do Democratas em Camocim, por si só, não os colocariam de lados opostos. 

Zenilson Coelho, por sua vez, manteve o acordo fechado anteriormente em nome de seu partido, o DEM. Como dito, apoiará o pré-candidato a deputado Estadual Romeu Arruda de Granja, com quem Robério Monteiro fará dobradinha na campanha eleitoral em 2018 na região Norte.

Zezinho garante que a decisão foi consciente e mantém o respeito pelo amigo Zenilson Coelho. Porém, se decidiram está em lados opostos da política, a relação nunca mais será a mesma. Vale a máxima do cristal quebrado. 
Com informações CPN /André Martins/Foto reprodução
*Com alterações


Postar um comentário