<>

eiro o POVO

sábado, 23 de junho de 2018

Prédios onde funciona destacamento da Polícia Militar e delegacia Civil é o retrato do descaso, em Uruoca


Desde o episódio em que uma quadrilha explodiu dois bancos e atacou a delegacia de polícia Civil em Uruoca, em fevereiro deste ano, que nada foi feito em relação aos reparos na estrutura física dos prédios.

Por volta das 16h da quarta-feira (13), a produção do Blog Acontece esteve em Uruoca e constatou que os prédios que foram atacados pela quadrilha continuam sem reparos. A delegacia Municipal da Policia Civil continua com tapumes na entrada.

No prédio da delegacia civil nossa produção não encontrou ninguém que pudesse nos fornecer uma informação. Fomos até o prédio do destacamento da Polícia Militar, mas naquele exato momento não havia ninguém para nos atender.

Segundo informações repassadas a nossa produção por populares, os detentos estão em duas minúsculas celas superlotadas e um deles faleceu nesta sexta-feira 22.

O detento que faleceu estava há dias com tosse, havia recebido atendimento médico, mas logo voltou à cela e não resistiu. Os demais detentos estão com os mesmos sintomas do falecido e alguns até estão escarrando sangue. A situação é de ausência total do Estado, Segundo denuncia repassada a produção do Blog acontece.

A nossa produção aguarda a confirmação da SSPDS do estado sobre as informações.



Postar um comentário