<>

eiro o POVO

terça-feira, 9 de outubro de 2018

Cagace cobra até R$ 1.600 em contas de morador que sofre com falta d'água


Moradores dizem que estão sem água há um mês e recebendo contas antecipadas (Foto: reprodução)
Em Martinópole, o rio vira mar, e o mar vira sertão, quando se fala em Cagece ninguém traz a solução!”. A constante falta do líquido precioso nas torneiras dos martinopolenses tem causado revolta na população. E mesmo diante de tanto descaso, parece que nossas autoridades maiores teimam em deixar a população a ver navios.

Não bastasse conviver com a falta constante de água em Martinópole, moradores do referido município afirmam que recebem contas abusivas da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece).

Segundo publicação no Facebook feita por uma servidora publica do município, o valor cobrado na fatura atual é o dobro do valor cobrado na fatura anterior. Ela diz que faz meses que não tem água nas torneiras da casa. “Absurdo nos pagamos um valor sem ter consumo de água. Abro a torneira e é só ar que sai, não é possível”, afirma.

A publicação teve vários comentários de pessoas que se solidarizaram com a funcionária pública e passam pelo os mesmos problemas: Falta de água nas torneiras e contas absurdas para pagar. Um dos cometários, uma senhora disse que a Cagece chegou a cobrar R$ 1.600 na conta de água da casa da mãe dela. (Veja abaixo alguns comentários)









A empresa até agora não divulgou nota publica para explicar a população o que realmente está acontecendo.





Postar um comentário