<>

eiro o POVO

terça-feira, 6 de novembro de 2018

Praia de Jericoacoara a cada dia se tornando mais elitizada.

Foto: reprodução

Aos poucos a paradisíaca Praia de Jericoacoara vai ficando cada vez mais elitizada. Tomada por hotéis, pousadas e restaurantes chiques, e já quase estão extintos os nativos que povoaram a pequena vila que um dia já pertenceu a Acaraú. Uma das provas disso é o Réveillon 2019 que terá em Jericoacoara.

A praia receberá o Réveillon Jericoacoara – John John Rocks 2019, onde terá entre as atrações as cantoras Anitta e Ivete Sangalo, entre tantas outras atrações nacionais e internacionais que animarão o evento durante sete dias. Os ingressos não são para qualquer um não. O pacote feminino está sendo vendido a R$ 3.000,00 (três mil reais) e o masculino a R$ 3.300,00 (três mil e trezentos reais).

A prefeitura de Jijoca de Jericoacoara ainda não informou se haverá o réveillon gratuito como ocorreu na virada de 2017 para 2018. É muito provável que não tenha, e que haja apenas telões para quem ficar de fora acompanhe os shows.

A privatização do Parque Nacional que está a cada dia mais perto também poderá deixar muitos frequentadores mais modestos de fora. Hoje tem que se pagar R$ 5,00 (cinco reais) por dia, uma taxa de sustentabilidade implantada pela prefeitura para ficar em Jeri. Com a privatização essa taxa pode aumentar em até quinze vezes, ficando inviável para muitos frequentadores de cidades vizinhas que gostam de frequentar a praia, e até mesmo para muitos turistas com um poder aquisitivo menor.

Certeza mesmo é que a cada dia, o paraíso escupido por Deus, está mais restrito aos que menos podem pagar, e com a privatização, fica ferido o direito constitucional de ir e vir, que está expresso na constituição federal, onde todo cidadão tem direito de se locomover livremente nas ruas, nas praças, nos lugares públicos, sem temor de serem privados de locomoção. É Jeri dando tchau aos pobres.
Fonte: O Acaraú  





Postar um comentário