<>

domingo, 3 de fevereiro de 2019

Girão e Tasso exibiram voto em Davi Alcolumbre no Senado


Luis Eduardo Girão (PROS) e Tasso Jereissati (PSDB) mostraram a cédula de votação no candidato Davi Alcolumbre (DEM), eleito presidente do Congresso Nacional. - Fotos: Divulgação
Ignorando decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que a votação deveria ser secreta, os senadores cearenses Luis Eduardro Girão (PROS) e Tasso Jereissati (PSDB) declararam publicamente o voto no senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), eleito por 42 dos 81 senadores, na tarde deste sábado (2). O senador Cid Gomes (PDT) foi o único da bancada cearense a não divulgar o voto.

Mais cedo, Luis Eduardo Girão lançou um movimento nas redes sociais chamado #MOSTRAOVOTO, incentivando os demais colegas do Senado a também revelarem o voto para presidente do Senado.

“Exibirei meu voto abertamente e tô incentivando aos senadores que eles mostrem o voto e falem o voto e vou fazer. Se eu for o único a fazer isso, que me cassem, porque eu vou sair de cabeça erguida e saber que fiz a minha parte”

Girão falou em cassação, porque o Código de Ética do Regimento Interno do Senado Federal, diz que abrir o voto pode levar à perda temporária do mandato.

Apesar da possível punição, o senador cearense e outros divulgaram os votos e pediram a palavra para anunciar a escolha.

Girão foi um dos que usou o microfone para anunciar que votaria em Davi Alcolumbre.

Tasso Jereissati também quebrou o sigilo da votação e mostrou o voto no candidato do Democratas. Apesar de não ter divulgado a cédula de votação na nova eleição que foi feita após a primeira ter sido invalidada, a assessoria do senador cearense disse que o voto dele não mudou.

Ao justificar a escolha por Davi Alcolumbre, Tasso defendeu a renovação no comando do Congresso.

“Acredito que a gente vai começar agora um novo momento para reconstruir toda a credibilidade que o Senado merece e precisa ter por sua história e, principalmente, pelo papel que ele vai ter no futuro desse País”

Já o senador Cid Gomes (PDT) foi o único da bancada cearense a não abrir o voto. Nesta sexta-feira (1), no entanto, o pedetista disse que manifestaria publicamente o voto assim que escolhesse o seu candidato.
*DN/Política




Nenhum comentário: