<>

sexta-feira, 12 de julho de 2019

Agricultor denunciou localização de Zé do Valério para a Polícia; suspeito tentou fugir

Zé do Valério-preso na manhã desta sexta-feira 12
Em ação da Força Tática (FT) e da subagência de inteligência do 7º Batalhão da região de Crateús, a Polícia Militar do Ceará (PMCE) capturou José Pereira da Costa, conhecido como Zé do Valério, suspeito do estupro e assassinato da estudante universitária Daniele de Oliveira Silva, de 20 anos. O homem foi localizado em uma região de mata na localidade de Jatobá Medonho, município de Buriti dos Montes, no estado do Piauí.

Conforme informações divulgadas em coletiva de imprensa na sede da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) na tarde desta sexta-feira, 12, o suspeito foi localizado pelas equipes da PM. As buscas vinham sendo realizadas desde a morte de Daniele, em 24 de abril.

De acordo com o major da PM Vicente Andrade, comandante do 7º BPM de Crateús, equipes policiais sempre estavam realizando cercos e buscas, com o objetivo de capturar Zé do Valério. Nesta sexta, em mais um dia de operação com o apoio de helicóptero do Ciopaer. A composição policial recebeu informações de um agricultor identificado como João Elias da localidade de Jatobá Medonho, sobre o local exato onde Zé estava. Zé do Valério portava um revólver calibre 38 com seis munições e valores em espécie. 
Agricultou que encontrou Zé do Valério e comunicou a Policia 
"Quando chegamos próximo, todos os policiais cobriram a área, e em um primeiro momento, ele tentou correr. Mas quando viu o cerco feito pela PM, ele se rendeu", relatou major Andrade.

Veja no vídeo:

As buscas por Zé do Valério ocorriam há mais de dois meses nas regiões de mata do Ceará e Piauí. Durante a fuga, o vaqueiro roubou uma moto, invadiu uma casa e furtou comida, mas sempre acabava escapando do cerco policial se escondendo na mata.

Em 21 de junho, ele chegou a trocar tiro com os policiais do Piauí, na mesma região de Buriti dos Montes, e fugiu logo depois. Os agentes de segurança apreenderam panelas e o material que ele usava para preparar comida.
Universitária Danielle Oliveira (arquivo pessoal)

Com a notícia da prisão, a mãe da universitária disse ter “gratidão a Deus pela vitória”. "Não vai trazer a nossa menina de volta, mas vai aliviar a nossa dor", comentou Joelma Oliveira. 

"Nossa família só tem gratidão a Deus por essa vitória. Não desejo a ninguém a dor que sentimos com a perda da Danielle. A justiça agora será feita e estamos aliviados. Agora esse psicopata não vai mais fazer nenhum mal para ninguém", acrescentou.

O crime

Zé do Valério é o principal suspeito de matar a universitária Danielle Oliveira, de 20 anos. Ela foi encontrada morta em um sítio vizinho ao da sua família, na localidade de São Gonçalo, no Ceará, despida e com ferimento no olho esquerdo, em 25 de abril. Danielle estava desaparecida desde a noite do dia 24. O suspeito havia trabalhado no sítio da família, onde a universitária estava antes de sumir, prestando serviços como vaqueiro e amansando animais.

Com informações do DN


Nenhum comentário: