<>

segunda-feira, 16 de setembro de 2019

Candidatos denunciam fraude em concurso do Tribunal de Justiça do Ceará


Grupo de candidatos denuncia suposta fraude no concurso do Tribunal de Justiça do Ceará — Foto: Marcella de Lima/SVM
Um grupo de candidatos do concurso do Tribunal de Justiça do Ceará realizado neste domingo (15) denuncia uma suposta fraude na aplicação do exame. Sete candidatos registraram boletim de ocorrência no 11º Distrito Policial, em Fortaleza, por receberem os exames com o lacre violado. A informação é do G1CE

"Nós já estávamos prontos para fazer a prova do concurso do Tribunal de Justiça. Recebemos um caderno de prova, foi atestado que chegou lacrado. Mas faltou prova. Quando chegou um novo calhamaço de prova, não estava lacrado. Não aceitamos", afirma a advogada e candidata Gessiane de Oliveira Silva.

Conforme Gessiane, 40 pessoas receberam o exame na mesma condição e assinaram um documento autorizando que a denúncia fosse feita também em nome delas.

Apuração do caso

Em nota, o Tribunal de Justiça do Ceará afirma que “está apurando junto à organizadora do concurso, Fundação Getúlio Vargas, o que ocorreu pela manhã em uma das salas de prova no Colégio Lourenço Filho”, uma das unidades onde é realizada a aplicação das provas do concurso.

O Tribunal afirma ainda que a realização das provas para os cargos de técnico judiciário e área administrativa prevista para a tarde deste domingo segue normalmente.

Conforme boletim de ocorrência registrado pelos estudantes, quatro candidatos que receberam a prova supostamente violada permaneceram na sala e iniciaram a realização do exame, e o restante se sentiu prejudicado e chamou a Polícia Militar.

O concurso para servidor do Tribunal de Justiça do Ceará teve um total de 50.066 pessoas inscritas. São ofertadas oito vagas: cinco para concorrência geral, uma reservada para pessoas com deficiência e outra para candidatos negros, dentro da área judiciária; e a oitava para a área administrativa. Outras 320 são destinadas à formação de cadastro reserva.




Nenhum comentário: