teste

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

IDM: Caridade e Piquet Carneiro possuem os piores indicadores no Estado, aponta estudo


Município de Caridade, localizada a 95 km da Capital
Dos 184 municípios cearenses somente seis compõem a “classe 1” do índice de Desenvolvimento Municipal (IDM/2017), com média de 61,14: Eusébio, com IDM de 70,70; Fortaleza (68,72); São Gonçalo do Amarante (64,02); Aquiraz (56,25); Maracanaú (55,31) e Horizonte (51,85). Juntos, eles possuem mais de 3 milhões de habitantes, o que equivale a 34,5% da população do Ceará. As cidades listadas nesse grupo são referências estaduais no que tange ao conceito de desenvolvimento.

Os dados do IDM foram publicados nesta quarta-feira, 4, pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), órgão vinculado à Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) do Governo Estadual. Barbalha, Sobral, Cascavel e Paracuru completam os dez municípios melhores posicionados no Estado.

Já as dez cidades com menores IDM são: Aiuaba (6,09); Pires Ferreira (8,62); Catarina (10,16); Umari (10,67); Abaiara (10,75); Deputado Irapuan Pinheiro (12,05); Tejuçuoca (12,07); Tarrafas (12,43); Caridade (12,74) e Piquet Carneiro (12,93).

O índice traduz, de forma consolidada, a situação dos 184 municípios cearenses, segundo os 30 indicadores analisados em quatro grupos: fisiógrafos, fundiários e agrícolas; demográficos e econômicos; de infraestrutura de apoio; e sociais.

Os 36 municípios, com média de 36,66 (IDM entre 30,69 a 48,43), estavam situados na “classe 2”, com população estimada de 2,6 milhões (29,57% dos 9,02 milhões da população cearense) em 2017. Os cinco principais municípios listados nesse grupo foram Barbalha (48,43), Sobral (44,86), Cascavel (43,61), Paracuru (42,49) e Guaramiranga (42,33).

Um total de 76 municípios compunham a “classe 3” (2,12 milhões, equivalente a 23,52% da população), com IDM médio de 24,56, (amplitude variando de 20,52 a 30,42). Nesse caso, os municípios melhores colocados foram Acaraú (30,42), Marco (29,91), Morada Nova (29,79), Itapajé (29,72) e Aracoiaba (29,32).

Já dentre as 66 cidades situadas na “classe 4”, com índice médio de 16,24 (1,13 milhão, representando 12,57% da população do Estado) e amplitude do IDM entre 6,09 a 20,30, os melhores ranqueados foram: Itapiúna (20,30), Jardim (19,95), Ibaretama e Apuiarés (ambos com 19,88) e Acarape (19,78).

Confira o gráfico clicando AQUI


Nenhum comentário: