<>

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Ministério Público começa a pedir impugnação de eleitos para o Conselho Tutelar


Em Pentecoste, o Ministério Público Estadual pediu a impugnação de cinco candidatas, três eleitas e duas suplentes para o Conselho Tutelar. Das cinco, duas são esposas de vereadores e outra é irmã do presidente da Câmara Municipal. Vereadores afirmaram ter apoiado as candidatas, o que contraria o edital que rege a escolha dos conselheiros.

Já em Martinópole, as seções com maior número de eleitores foram distribuídas em uma escola com pouco espaço para o grande número de eleitores, o que gerou tumulto e muitas denuncias nas redes sociais. Também houve boatos de compra de votos.

Por volta das 17hs havia muitos eleitores dentro e fora do prédio da Escola Cecilio Porfirio Gomes. Dezenas de eleitores desistiram de votar. 





Segundo informações colhidas pela produção do Acontece, um grupo de pessoas irá recorrer ao Ministério Público para anular a votação.

Vídeo: imagens gravadas as 17h20minh



Nenhum comentário: