teste

quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Seduc de Martinópole adia novamente evento de premiação dos professores


A Educação sempre é cantada em verso e prosa por dez entre dez especialistas como sendo a saída para todas as mazelas de uma nação que busca sedimentar preceitos democráticos, construir saberes científicos, criar mão de obra especializada e cidadãos críticos e atuantes em sua sociedade.

Por isso essa área tem recebido nos últimos anos uma atenção cada vez maior dos governos estadual e federal que anualmente vem aumentando os recursos disponibilizados para a implementação de novas práticas que visam melhorar o processo ensino-aprendizagem. 

Vejamos o caso de Martinópole que no último ano recebeu aproximadamente 10 milhões para serem investidos apenas nessa pasta. Em 2020, até 13 de outubro, o município já recebeu mais de 6 milhões de reais. Portanto, recursos existem para serem aplicados e dar a merecida qualidade que os educandos merecem e precisam.


Indo ao assunto do evento de entrega do prêmio Maria Ocilane Martins

 

O evento que deveria ter ocorrido em março, durante as comemorações de aniversário do município, foi adiado devido a pandemia da Covid-19. Posteriormente sondada uma proposta de o vento ocorrer de forma remota, contudo, foi anunciada uma data para acontecer de forma presencial na Câmara de vereadores da cidade, que seria no próximo sábado, dia 17/10, porém mais uma vez adiado, e agora tem previsão para acontecer somente para depois das eleições municipais. Em um comunicado publicado nas redes sociais, a secretária da educação de Martinópole anuncia que o evento será realizado em momento posterior ao 15 de novembro de 2020. 

Algumas inquietações e indagações tomam contam de alguns professores, dentre elas: Por que podem realizar reuniões politicas, carreatas, cafezinho na casa do candidato a prefeito, sessões da Câmara de vereadores, reuniões pedagógicas de forma “remota” e não o evento dos professores?

 

 

Nenhum comentário: