teste

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Clima de tensão e violência toma conta do processo eleitoral em Martinópole, no Ceará.


Faltando menos de 48 horas para as eleições de 15 de novembro, o clima na cidade de Martinópole, Região noroeste do Ceará, é bastante tenso e os moradores temem que algo pior possa acontecer até lá após os últimos fatos registrados esta semana.

 

Na cidade, há uma insegurança quanto ao processo por parte dos moradores que vêm assistindo embates entre os correligionários de ambos os partidos.

 

As cenas grotescas vistas na última quinta-feira quando um simpatizante de um dos candidatos ameaçava outro do partido adversário. A população, beira o tempo do coronelismo instalado nas cidades interioranas décadas atrás quando a população (eleitores) era obrigada a votar no candidato escolhido pelo senhor coronel da região.

 

Os cidadãos de Martinópole estão pedindo mais segurança e apoiam a ideia de mais policiais até o dia da eleição, domingo 15 de novembro.

 

“Não aguentamos mais isso. Queremos paz e liberdade para viver. Ninguém quer ser ameaçado por não votar em alguém que não seja de acordo com a sua consciência”, disse um agente público.

 

A disputa em Martinópole está muito acirrada e com isto, os ânimos estão frequentemente exaltados.


Em um vídeo circulando em grupos de Whatasapp e rede social Facebook, é possível ver pessoas bloqueando ruas, fazendo ameaças e se agredindo. A polícia teve que intervir.

 

Martinópole tem 9.316 eleitores aptos a votar, conforme dados do Tribunal Regional Eleitoral-TER/CE.

 

As eleições 2020 mostram que a disputa entre os dois candidatos está bastante acirrada e o clima na cidade é de tensão constante.


Os policiais do destacamento da cidade de Martinópole terão muito trabalho neste final de semana.


Informações das eleições municipais nas cidades da região noroeste do estado do Ceará você acompanha aqui no Ceará Acontece 



Nenhum comentário: