segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

Ceará vai adotar 'medidas mais duras' contra Covid 'se precisar', diz Camilo

Investimentos na área da saúde. Anúncio feito pelo Governador Camilo Santana. — Foto: Reprodução/Governo do Estado


O governador Camilo Santana anunciou, na manhã desta segunda-feira (7), que, em caso de necessidade, o Ceará deve adotar medidas mais rígidas em caso de novos picos de Covid-19 no estado. "Estamos falando de salvar vidas, proteger pessoas e a economia. Se houver necessidade do estado tomar decisões mais duras, nós vamos tomar."

 

As cidades da Grande Fortaleza tiveram aumento de 43,5% nas mortes por Covid-19 entre 8 e 21 de novembro em comparação com a quinzena anterior, passando de 23 óbitos para 33.

 

Camilo anunciou também a aquisição de mais de 1.200 equipamentos para unidades hospitalares da rede estadual de saúde. O anúncio foi feito em uma live nas redes sociais. Segundo o chefe do executivo estadual, os investimentos são de mais de R$ 20 milhões. Os equipamentos serão distribuídos a 16 unidades de saúde.

 

As aquisições serão divididas entre estabelecimentos de Fortaleza, como o Hospital Geral de Fortaleza (HGF), bem como hospitais regionais e alguns hospitais-polo que dispõem de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). "Hoje estamos fazendo aqui mais um anúncio. São a aquisição de equipamentos. Mais de R$ 20 milhões que o Estado está adquirindo de equipamentos para as unidades hospitalares de toda a rede estadual de saúde nas cinco macrorregiões do estado do Ceará".


São desfibriladores, aparelhos de ressonância magnética, tomógrafos, mamógrafos e outros que vão colaborar com a descentralização do atendimento de saúde. Camilo Santana pontuou que, além da modernização, a intenção é ampliar a rede estadual de saúde. Ele anunciou ainda que a licitação do Hospital Universitário da Uece já está na fase final.

 

O Secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho, Dr. Cabeto, participou do anúncio. Dr. Cabeto explicou que os equipamentos serão bem distribuídos e vão fornecer um maior suporte tecnológico para os hospitais.

 

“Nós vamos anunciar aqui um plano que faz parte da modernização da saúde do Ceará. Nós dividimos as aquisições para modernizar as unidades hospitalares aqui de Fortaleza e no interior dos hospitais regionais e também de alguns locais que tenham UTI. Nós estamos falando aí de adquirir equipamentos para dar mais suporte tecnológico os esses hospitais chamados de hospitais polos”, afirmou.

 

Camilo afirmou ainda que ainda neste mês pretende realizar uma outra ação na área da saúde. Trata-se do aumento dos recursos do ICMS destinados aos municípios com base em critérios da área da saúde.

 

“Em breve eu e o doutor Cabeto estaremos aqui ainda este mês para falar de outra ação importante. Que implantamos na área da educação e agora na mesma modelagem na área da saúde. Que vai estimular com metas, com resultados, os municípios cearenses na questão da saúde. A distribuição do ICMS também vai estar atribuída a esses resultados na saúde pelos municípios cearenses”, concluiu.

 

Descumprimento de regras sanitárias

Durante o anúncio da aquisição dos equipamentos, Camilo reforçou a importância do cumprimento as regras sanitárias. O gestor disse que ainda existem empresários descumprindo as medidas seguras de saúde. “Infelizmente, tenho visto a algumas cenas e, a partir de agora, seremos mais rigorosos com estabelecimentos que estão descumprindo as regras sanitárias. Se houver necessidade de o Estado ter que tomar decisões mais duras, nós vamos tomar”. disse.


O governador voltou a recomendar o uso da máscara, a evitar aglomerações e a cumprir os horários de funcionamento dos estabelecimentos já autorizados a retornar às atividades. “Ainda estamos numa pandemia, ela não acabou”, lembrou.

(G1CE)

 

 

Nenhum comentário: