terça-feira, 19 de janeiro de 2021

Bel Júnior responde nas redes sociais: “hoje a mentira é sobre o transporte, amanhã outra, e assim sempre será”.

Bel Júnior responde nas redes sociais "mentiras" de derrotados nas urnas (Foto: divulgação)


Após toda repercussão sobre as ações da Prefeitura de Senador Sá em anular os atos administrativos de nomeação dos aprovados em concurso público e suspender transporte aos estudantes universitários, o prefeito Bel Júnior (PP) usou as redes sociais para dá satisfação e negar suspensão de transporte. Veja:

Venho aqui esclarecer e falar para o meu povo sobre as mentiras que os derrotados nas urnas e o restinho de seus simpatizantes ainda insistem em fazer.

Na última sexta-feira, 08 de janeiro de 2021, na primeira sessão da Câmara Municipal, eu encaminhei para a casa legislativa municipal, o projeto de lei que dispõe sobre a revogação das leis 143/2020, 144/2020, 145/2020, 146/2020, 147/2020, 148/2020, 149/2020.

Tal atitude se fez necessária em função da minha responsabilidade e seriedade como gestor desse município. Todas as leis aprovadas na gestão passada, foram impostas de forma maldosa, irresponsável e ilegal, pois contraria a lei complementar federal 173/2020, que estabelece como obrigatórias, as contenções de despesas públicas:

Estabelece o Programa Federativo de Enfrentamento ao Coronavírus SARS-CoV-2 (Covid-19), altera a Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, e dá outras providências.

Tais atitudes são a forma clara de mostrar o tamanho da falta de responsabilidade e zelo com a nossa população por parte da gestão passada.

Eu não poderia jamais incorrer em um erro e ser acusado de improbidade administrativa, afinal esse era o verdadeiro motivo das leis aprovadas, prejudicar o Bel Júnior.

Foram doze anos no poder, acabaram com a nossa cidade e ainda deixaram para o futuro esse verdadeiro pacote da maldade.

Mas sou guerreiro, e juntos vamos reverter todas essas ilegalidades, e colocar nosso município no rumo do progresso.

Um outro assunto que eu queria falar, é sobre a acusação que um site fez sobre a minha determinação em suspender o transporte.

Mais uma mentira.

Na realidade, não é obrigação de nenhum município fornecer esse transporte, mas sou sensível a luta dos estudantes, que buscam o seu crescimento através dos estudos, então eu jamais faria tal atitude. Vai ter sim transporte intermunicipal para os alunos universitários.

Pra finalizar, gostaria de alertar a população sobre essas notícias caluniosas e mentirosas, não vamos dá credibilidade a quem não tem, aos que só procuram denegrir a imagem das pessoas, hoje a mentira é sobre o transporte, amanhã uma outra, e assim sempre será.

Vamos para frente, com muito trabalho, afim de garantir dignidade e respeito com a nossa população.


DO BLOG:

A partir de janeiro de 2021 não há nenhuma exceção que autoriza a criação de cargos, empregos ou função pública. Até 31 de dezembro do ano passado, com a vigência do Decreto 6/2020, ainda havia a exceção em relação a cargos envolvendo a pandemia, o que inexiste no atual exercício.

Alertas e Novos Gestores

O descumprimento dos dispositivos da LC 173/2020 pode implicar nas mesmas sanções previstas na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Dentre elas, a cassação de mandato, multa, ressarcimento, inabilitação para a gestão pública e ainda outras penalidades no Direito Penal. Enquanto o STF não decidir contrariamente, a LC 173/2020 é considerada constitucional. O parecer da Confederação também sugere que o gestor procure o Tribunal de Contas do seu Estado para posicionamentos específicos.

 


 

Nenhum comentário: