quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Ceará tem 170 cidades em risco 'alto' ou 'altíssimo' para Covid, e estado recomenda medidas mais rígidas

 

Mapa mostra que quase todo o Ceará tem risco de 'alto' (em laranja) ou 'altíssimo' (laranja escuro) para a Covid-19 — Foto: Reprodução

O Ceará tem 170 das 184 cidades com risco "alto" ou "altíssimo" para a contaminação da Covid-19, segundo informou nesta quinta-feira a Secretaria da Saúde do estado. Diante do risco, a pasta enviou aos municípios recomendações para que adotem medidas mais rígidas para conter o avanço da doença no estado.

Sobral, Senador Sá, Coreaú, Moraújo e Tianguá, encontram-se entre os municípios de nível de alerta altíssimo.

Já os municípios de Barroquinha, Camocim, Chaval, Granja, Jijoca de Jericoacoara, Martinópole, Massapê, Meruoca, Uruoca, Ubajara e Viçosa do Ceará, estão em nível de alerta alto, conforme a Secretaria do Estado.

 (Veja abaixo a situação de cada cidade.)

Maior parte das cidades do Ceará tem risco 'alto' ou 'altíssimo' para contaminação da Covid-19, diz Secretaria — Foto: Reprodução

As orientações são: 

Adaptar protocolos de rastreamento de contatos e monitoramento de casos suspeitos;

Dimensionar equipamentos de saúde e estoque de medicamentos e insumos, adaptando a capacidade de resposta à possível demanda por cuidados hospitalares (kit de intubação, anestésicos, estoque O2);

Adaptar ações para diminuir contatos na sociedade, como fechamento de espaços públicos, serviços não essenciais e comunicar a necessidade de evitar aglomerações;

Editar decretos e orientar a população a adotar comportamentos que diminuam o contágio, como o uso de máscaras e outras medidas profiláticas;

Editar decretos e orientar a população a adotar comportamentos que diminuam o contágio, como o uso de máscaras e outras medidas profiláticas;

Instalar barreiras sanitárias;

Cancelar eventos sociais;

Promover fiscalização do cumprimento de decreto municipal.


Um decreto em vigor no Ceará determina toque de recolher entre 22h e 5h, obrigatoriedade do uso de máscara, a proibição de aglomeração e de festas. Os municípios têm independência para decretar mais rígidas, mas não podem ignorar as medidas estaduais.

Mombaça e Santa Quitéria anunciaram na quarta-feira (24) um novo lockdown, ou seja, o fechamento de serviços não essenciais. 

Novas vacinas

Francisco Cândido, de 83 anos, e Teresa Cândido Queiroz, 82, são os primeiros a receber vacina contra Covid-19 no Ceará pelo sistema de transporte que pega a pessoa em casa — Foto: Gov. do Ceará/Divulgação

A vacina havia acabado na maior parte das cidades do Ceará, mas as cidades recebem uma nova remessa a partir desta quinta-feira (25). 

A recomendação da Secretaria da Saúde do Ceará é que as doses da vacina de Oxford/AstraZeneca sejam aplicadas em idosos com 75 anos ou mais, sem reserva para a segunda dose. 

Já o lote de CoronaVac deve ser aplicado em profissionais da saúde, com duas doses em cada pessoa. O intervalo entre a primeira e a segunda dose deve ser entre 14 e 28 dias.

 Com G1/CE



Nenhum comentário: