quinta-feira, 13 de maio de 2021

Cadastro para cesta básica do Governo do Ceará vai até esta sexta-feira (14)

 

O benefício será pago em duas parcelas de R$ 100 e vai beneficiar 150 mil profissionais que tiveram a renda reduzida devido a pandemia de Covid-19.

Termina nesta sexta-feira (14) o cadastro para recebimento do auxílio cesta básica disponibilizado pelo Governo do Ceará. O benefício é destinado aos trabalhadores do transporte alternativo e escolar, ambulantes e feirantes, taxistas, mototaxistas, motoristas de aplicativo, bugueiros, guias de turismo, despachantes documentalistas, dentre outros trabalhadores.

 

O benefício será pago em duas parcelas de R$ 100 e vai beneficiar 150 mil profissionais que tiveram a renda reduzida devido à pandemia de Covid-19. As inscrições podem ser realizadas no site da Secretaria da Proteção Social, Justiça, Cidadania, Mulheres e Direitos Humanos (SPS).

 

Distribuição de cestas básicas

 

Desde o início da pandemia no estado, em março do ano passado, o Ceará distribuiu mais de 30 mil cestas básicas para milhares de cearenses em situação de vulnerabilidade social. Cada cesta doada beneficia famílias de até cinco pessoas e possui mantimentos básicos como arroz, feijão, macarrão, açúcar, leite em pó, farinha de mandioca, óleo, dentre outros alimentos.

Cerca de 150 mil famílias devem receber o auxílio cesta-básica de R$ 200 reais do Governo do Ceará – Foto reprodução

A ação do Governo do Estado representa um total de mais de 685 toneladas de alimentos e tem como objetivo reduzir os efeitos negativos causados pela pandemia de Covid-19.

 

"O estado vem monitorando os mais vulneráveis durante a pandemia e tem adotado políticas emergenciais para atender essa população. A oferta desses alimentos é uma maneira de dar mais condições para que essas pessoas enfrentem o momento que estamos passando. Nesse momento, tem que fazer pelos que mais necessitam para garantir melhores condições de vida", destaca a primeira-dama do Ceará, Onélia Santana.


Faça seu cadastro acessando AQUI

 Com informações via G1/CE


 

Nenhum comentário: