quarta-feira, 23 de junho de 2021

Após criação com mediação da AL-CE, instituições realizam primeira reunião do Pacto Contra o Coronavírus no Ceará

 

Foto: Reprodução/Marcos Moura-AL-CE

O trabalho tem como objetivo conscientizar a população neste período de férias a importância da conscientização do isolamento social para o combate à covid-19 com uma campanha publicitária com apoio do setor produtivo do Estado e cadastramento de vacinação da população sem acesso à internet.

 

Após articulação da Assembleia Legislativa (AL-CE) e de diversas entidades, nesta quarta-feira (23) foi criado o Pacto Contra o Coronavírus no Ceará, mediado pelo Legislativo cearense. A primeira reunião ocorreu no Salão Nobre da Casa com os principais segmentos institucionais do setor produtivo do Estado. O encontro teve como objetivo debater soluções para reforçar a luta contra a transmissão do novo coronavírus, neste período de férias, com o setor produtivo do Estado. 

 

“[Pacto] pela imunização de toda a população cearense, um pacto pela prevenção, um pacto pela proteção à vida, um pacto contra o coronavírus. E para isso é extremamente importante a parceria de todos, cada um fazendo a sua parte, cada um tentando contribuir de alguma forma”, destaca o presidente da Casa, deputado Evandro Leitão (PDT).

 

A reunião teve a participação de entidades como Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL), Fecomércio, Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec) e órgãos como os ministérios Público Federal (MPF) e do Ceará (MPCE), Secretaria da Saúde Estadual (Sesa) e Municipal de Fortaleza (SMS) e ainda a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece).

 

As autoridades constataram que houve uma queda no número de infectados e óbitos pela covid-19 e um número crescente de imunização no Estado, mas defenderam que a campanha contra a transmissibilidade do vírus não pode ser relaxada com os dados otimistas, principalmente com o período de férias chegando. Foi decidido, por isso, criar uma campanha publicitária para conscientizar a população que mantenha os cuidados com o isolamento social.

 

As entidades presentes colocaram as suas estruturas à disposição do trabalho a ser realizado com o Pacto Contra o Coronavírus no Ceará para, inclusive, sensibilizar as pessoas que não têm acesso à internet.

 

Foi decidido, além disso, que as prefeituras dos municípios cearenses irão disponibilizar escolas e os Centros de Referência da Assistência Social (CRAS) das cidades para cadastramento da população, sem acesso à internet, na vacinação contra a covid-19 no site da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).




Nenhum comentário: