terça-feira, 15 de junho de 2021

Governo antecipa calendário de transferências e saques da 3ª parcela do auxílio emergencial

 

A mudança também tem impacto nos saques do auxílio emergencial (Foto: Divulgação)


O Ministério da Cidadania antecipou o calendário de transferências e saques da terceira parcela do auxílio emergencial 2021 para o público inscrito via canais digitais e do Cadastro Único. O novo cronograma foi oficializado por meio da Portaria nº 636, publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (15). O mesmo procedimento já havia sido adotado para permitir o acesso com antecedência à primeira e à segunda parcelas.


Confira o calendário de pagamentos


Os depósitos na conta social digital têm início nesta sexta-feira (18) para os aniversariantes de janeiro, uma antecipação de dois dias. Pelo cronograma anterior, eles receberiam no domingo (20). A mudança mais significativa será para os nascidos em dezembro, que passam a ter direito à terceira parcela ainda em junho, no dia 30, junto com quem faz aniversário em novembro. Antes, quem nasceu no último mês do ano receberia em 21 de julho.


“O trabalho realizado pelo Ministério da Cidadania e seus parceiros tem possibilitado a antecipação dos pagamentos, mostrando que a operação está sendo realizada com eficiência. O dinheiro chegará mais cedo a quem mais está sofrendo com as consequências econômicas geradas pela pandemia do novo coronavírus”, afirmou o ministro da Cidadania, João Roma.


Calendário original


A mudança também tem impacto nos saques. O calendário original previa o início da fase de retirada do dinheiro da terceira parcela em 13 de julho. Pelo novo cronograma, a data passa a ser 1º de julho, para nascidos em janeiro.


Da mesma forma que nos créditos em conta, a alteração é mais perceptível para os nascidos no fim do ano. Os aniversariantes de novembro, que teriam acesso aos saques em 10 de agosto, passarão a ter essa possibilidade 24 dias antes, em 16 de julho. Para os aniversariantes de dezembro, o cronograma foi antecipado em 23 dias. Agora será em 19 de julho.


O modelo de escalonamento das transferências e saques, adotado no ano passado, segue sendo executado em 2021, com o objetivo de evitar filas e aglomerações nas agências da Caixa Econômica Federal e nas lotéricas.


Para o público do auxílio emergencial 2021 incluído no Bolsa Família, nada muda. Os repasses continuarão sendo feitos de acordo com o calendário habitual do programa. Em junho, o início dos repasses será na próxima quinta-feira (17.06) para quem tem Número de Identificação Social (NIS) com final 1.



Nenhum comentário: