terça-feira, 3 de agosto de 2021

Justiça Eleitoral cassa o mandato de todos os vereadores e suplentes do PSB de Granja

 

Há indícios de que uma candidata integrou a chapa de vereadores apenas para cumprir a cota de gênero, sem fazer campanha de fato (Foto: reprodução) 

O município de Granja, no Litoral Norte do Estado, teve dois vereadores e suplentes cassados por suspeita de utilizarem “candidatura laranja”. Segundo a Justiça Eleitoral, uma mulher foi usada para preencher a cota de gênero mínima de 30% no partido, mas conforme as investigações, sua candidatura tinha o objetivo de beneficiar um candidato.

 

Na ação movida pelo MPE, os vereadores investigados foram Mentinha do Deoclécio, vereador Chico Ezio, além de todos os suplentes do PSB de Granja.


 LEIA TAMBÉM: vereadores de Martinópole poderão também perder os mandatos por fraude à cota de gênero


A decisão foi do Juiz eleitoral Dr. Hugo Gutparakis, que determina que sejam anulados todos os votos e retotalizados e redistribuídas as vagas.

 

Com isso, caso seja confirmada a decisão em segunda instância assumirão definitivamente a câmara os suplentes Reginaldo Carneiro do PDT e Evaristo Sousa do PL.

 

A Prefeita Juliana Aldigueri que tem na sua base de apoio 13 dos 15 vereadores passará contar com 100% de apoio no legislativo municipal. 


Granja é primeira cidade da região com decisão em primeira instância, no estado o TRE já cassou vários de diplomas de eleitos e suplentes.


A decisão ainda cabe recurso em segunda e terceira instância.

Com informações adicionais A Voz de Granja

 

Nenhum comentário: