sexta-feira, 27 de agosto de 2021

Tasso Jereissati e Cid Gomes são eleitos como parlamentares mais influentes do Congresso Nacional

 

Na categoria de deputado federal, os parlamentares cearenses André Figueiredo e José Guimarães também foram eleitos como influentes dos Congresso - (Foto Reprodução)


Os senadores cearenses Tasso Jereissati (PSDB) e Cid Gomes (PDT) foram eleitos  como uns dos parlamentares mais influentes do Congresso Nacional de acordo com levantamento anual do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – DIAP. Essa é a 15ª vez que o tucano e a 3° vez em que o pedetista foram apontados como uns dos 100 cabeças do Congresso. Tasso foi destacado na categoria “formulador” e Cid atribuído a de “debatedor”.

 

Segundo o documento divulgado pelo DIAP, a categoria de “fomulador”, a de Tasso, são para “os parlamentares que se dedicam à elaboração de textos com propostas para deliberação. O saber, a qualidade intelectual e a especialização, embora não sejam exclusivos, são atributos indispensáveis aos formuladores. O debate, a dinâmica e a agenda do Congresso são fornecidos basicamente pelos formuladores, que dão forma às ideias e interesses que circulam no Congresso”, pontua o ofício.

 

Já para a característica de Cid, “debatedor”, “são parlamentares ativos, atentos aos acontecimentos e principalmente com grande senso de oportunidade e capacidade de repercutir, seja no plenário, na imprensa ou nas redes sociais, os fatos políticos gerados dentro ou fora do Congresso Nacional. São, por essência, parlamentares extrovertidos, que procuram ocupar espaços e explorar os assuntos que possam ser notícia”, destaca o documento.

 

Deputados mais influentes

 

Na lista de deputados federais mais influentes estão os parlamentares cearenses André Figueiredo (PDT) e José Guimarães (PT).

 

O ex-ministro das Comunicações teve o posto de “negociador”, que segundo o levantamento, “os negociadores, normalmente parlamentares experientes e respeitados por seus pares, sabedores de seus limites de concessões, procuram previamente conhecer as aspirações e bases de barganha dos interlocutores para estabelecer sua tática de convencimento”, destaca o arquivo.

 

Em relação à característica atribuída ao vice-presidente nacional do PT, de “articulador/organizador”,”são parlamentares com excelente trânsito nas diversas correntes políticas, cuja facilidade de interpretar o pensamento da maioria o credencia a ordenar e criar as condições para o consenso. Muitos deles exercem um poder invisível entre seus colegas de bancada, sem aparecer na imprensa ou nos debates de plenários e comissões”, frisa o ofício.

Foto: Tasso e Cid/ Reprodução/Fevereiro de 2019



Nenhum comentário: