sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Aulas na rede municipal do Crato iniciam na segunda-feira

 

As aulas presenciais serão reduzidas, mas devem respeitar o cronograma (foto: Educa Mais Brasil)

As aulas presenciais da rede pública no município do Crato estão previstas para iniciarem no próximo dia 8 de setembro. A princípio, os estudantes passarão a ter aulas no formato híbrido, escalando entre turmas que estarão presencialmente nas escolas e outras que assistirão aulas remotas.

 

À Rádio CBN Cariri, nesta quinta-feira, 2, a secretária de educação do Crato, Germana Brito, disse que toda a rede de Educação ligada à Secretaria Municipal do Crato está preparada para receber os alunos e professores depois de um ano e meio de ausência e funcionamento remoto das aulas. “O contato direto com os professores é essencial”, relata.


A titular da Secretaria da Educação conta que o retorno deve funcionar gradualmente e em sistema de rodízios. “Vamos começar com as turmas do infantil V, 2º e 5º anos do fundamental I, turmas do 9º do ensino fundamental ll e a Educação de Jovens e Adultos (EJA) IV“.

 

Germana explica que os professores estarão presencialmente com uma turma e após isso estarão com outra turma remotamente. “Por exemplo, em um horário de 7h às 9h30, o professora dá aula para uma turma. Quando esse encontro acaba, os alunos podem merendar e ir para suas casas. A partir das 10h, o professor inicia com outra turma de forma remota”.

 

As aulas presenciais serão reduzidas, mas devem respeitar o cronograma. Assim como a carga horária dos professores. “Se um professor dá 6 aulas semanais, significa dizer que 3 serão presenciais e 3 remotas”, explica a secretária.

 

Foi montado um suporte que distribui os materiais para os alunos que não possuem acesso às atividades disponibilizadas pela plataforma, por meio da distribuição de xerox. Além de disponibilidade para atendimento individual aos alunos por parte dos professores, comenta Germana.

 

Por fim, a titular informa que foi feito uma avaliação que busca diagnosticar quais foram os impactos da pandemia e do ensino híbrido para os estudantes do município, examinando o nível de aprendizagem dos alunos. "O intuito é que na retomada a gente recupere cada aluno, além de fazer uma adaptação do currículo", conclui.

(O POVO)

 

Nenhum comentário: